quarta-feira, 31 de agosto de 2011

UMA BREVE OPINIÃO DESTE BLOGUEIRO DE PERUÍBE SOBRE A COPA DE 2014


Serei breve: A COPA DE 2014 É UMA BOBAGEM !!!! Considero isso tão importante, como se o Brasil fosse ser sede de uma convenção internacional dos fãs do desenho animado CAVERNA DO DRAGÃO. Transformaram entretenimento em coisa séria.

Pois é, entretenimento. Futebol é apenas uma simples diversão, e deveria ser mantida nesse nível. E daí que "o povo gosta"? Essa questão precisava ser tratada racionalmente .... falo precisava, pois com o SEMIDEUS LULA tendo conseguido esse evento para o Brasil, este país ganhou uma bela bomba que irá estourar em um futuro próximo.

Tem quem diga que a Copa é importante por causa dos "investimentos em infraestrutura", e que a FIFA ( instituição que os brasileiros deveriam tratar com menos importância ) obriga a nação sede a realizar certos investimentos. Ora, minha gente, vamos cair na real: e a MONTANHA DE DINHEIRO DO CONTRIBUINTE, QUE SERÁ GASTO COM A CONSTRUÇÃO DE ESTÁDIOS? Isso é justo? É lógico?

Já se sabe que o investidor privado contribuirá muito pouco com a reforma e construção de estádios. Boa parte da grana será de origem governamental, ou seja, nós pagaremos. Ah, mas os aeroportos, estradas, hospitais serão melhorados. Raciocínio estranho esse. Ficariam bem mais em conta essas melhorias sem a Copa, que eu repito, SERÁ EM GRANDE PARTE PAGA PELO CONTRIBUINTE. Essa lógica não tem o menor sentido. Digam o que quizerem, não irá compensar.


Lá no bairro de Itaquera, em São Paulo, pessoas se iludem com um futuro estádio que está sendo erguido. Acham que a região progredirá imensamente. Gente, isso não vai trazer desenvolvimento para lá. Acham que o comércio local será dinamizado? Que surgirão muitos empregos? Quem mais ganharão serão os vendedores ambulantes de camisas, cornetas, bandeiras, lanches e bebidas. Estádios de futebol só geram movimento nos seus arredores nos dias em que ocorrem jogos, e ainda assim durante poucas horas. Depois, fica tudo deserto. Muitas pessoas estão se enganando com um progresso que será bem superficial.


Ah, mas vamos ter o TREM BALA. Bela porcaria. Tantas linhas férreas abandonadas, e teremos algo que será de pouca utilidade, pois mais importante seriam inventimentos para a retomada do transporte de carga por trens, algo pouco comum hoje. Isso de trem bala é pura vaidade de quem quer bancar a superpotência. Não conseguem combater o tráfico de drogas, que ocorre quase que livremente através das nossas fronteiras, e querem brincar de superpotência.


Bem, tem quem pense que o Brasil progrediu muito na Era Lula, e que a classe média "cresceu". O fulano compra o celular de última geração em doze prestações nas CASAS BAHIA, e acha que virou classe média. Quem confunde aumento do crédito com aumento de renda, e acha que isso demonstra uma melhora no padrão de vida do povo, é claro que vai achar que a Copa do mundo de 2014 nos trará progresso.


O povo da África do Sul não ficou menos pobre depois do evento futebolístico de 2010, e as dívidas para tornar possível o "espetáculo" levarão anos para serem pagas, com o dinheiro do povo. Mas se o brasileiro adora PÃO E CIRCO, e decidiu seguir pelo mesmo caminho, azar o dele.

APROVEITANDO UMA PROMOÇÃO DE PIZZA NO SUPERMERCADO KRILL


Em mais uma tarde de férias, fiquei durante a tarde escutando rádio pela internet. A SKY.fm é uma ótima emissora dos EUA, com links diferentes para vários tipos de música. Melhor do que muitas porcarias nacionais.


Depois, ao anoitecer, eu fui até o supermercado Krill para aproveitar a promoção abaixo:



Comprei três pizzas e ainda levei um guaraná de graça. Saí no lucro !!!


 Eu poderia até tratar de coisas mais sérias desta tão tranquila Peruíbe, mas neste momento prefiro falar de pizza e da SKY.FM

terça-feira, 30 de agosto de 2011

CASTIGO CORPORAL EM CASA PROVOCA BULLYING?






Cerca de 70% de crianças envolvidas com bullying sofrem castigo corporal, mostra pesquisa

Agência Brasil


Cerca de 70% das crianças e adolescentes envolvidos com bullying (violência física ou psicológica ocorrida repetidas vezes no colégio) nas escolas sofrem algum tipo de castigo corporal em casa. É o que mostra pesquisa feita com 239 alunos de ensino fundamental em São Carlos (SP) e divulgada pela pesquisadora Lúcia Cavalcanti Williams, da Universidade Federal de São Carlos.


Do total de entrevistados, 44% haviam apanhado de cinto da mãe e 20,9% do pai. A pesquisa mostra ainda outros tipos de violência - 24,3% haviam levado, da mãe, tapas no rosto e 13,4%, do pai. “As nossas famílias são extremamente violentas. Depois, a gente se espanta de o Brasil ter índices de violência tão altos”, disse a pesquisadora, ao participar de audiência pública na Câmara dos Deputados que debateu projeto de lei que tramita na Casa e que proíbe o uso de castigos corporais ou tratamento cruel e degradante na educação de crianças e adolescentes.


Segundo ela, meninos vítimas de violência severa em casa têm oito vezes mais chances de se tornar vítimas ou autores de bullying. “O castigo corporal é o método disciplinar mais antigo do planeta. Mas não torna as crianças obedientes a curto prazo, não promove a cooperação a longo prazo ou a internalização de valores morais, nem reduz a agressão ou o comportamento antissocial”, explicou.


Para a secretária executiva da rede Não Bata, Eduque, Ângela Goulart, a violência está banalizada na sociedade. Ela citou diversas entrevistas feitas pela rede com pais de crianças e adolescentes e, em diversos momentos, frases como “desço a cinta” e “dou umas boas cintadas” aparecem. Em uma das entrevistas, um pai explica que bater no filho antes do banho é uma forma eficiente de “fazer com que ele se comporte”. “Existem pais que cometem a violência sem saber. Acham que certas maneiras de bater, como a palmada, são aceitáveis”, disse.


Atualmente, 30 países em todo o mundo têm leis que proíbem castigos na educação de crianças e adolescentes, entre eles a Suécia e a Alemanha. “A lei é uma forma de o Estado educar os pais”, ressaltou o pesquisador da Universidade de São Paulo Paulo Sérgio Pinheiro.


Como forma de diminuir os índices de violência contra crianças e adolescentes em casa, os pesquisadores sugeriram a reforma legal, com a criação de leis que proíbam esse tipo de violência, a divulgação de campanhas nacionais, como as que já vêm sendo feitas, e a participação infantil, com crianças sendo encorajadas a falar sobre assuntos que lhes afetem. “A principal reclamação das crianças é que elas não aguentam mais serem espancadas pelos pais”, destacou Pinheiro.

Fonte: http://www.atribuna.com.br/


Comentário: interessante como uma pesquisa feita em uma única cidade brasileira, acaba sendo usada para se afirmar que NO PAÍS INTEIRO É A MESMA COISA, ou seja, que a maioria das crianças brasileiras que praticam o famigerado BULLYING apanham em casa. Se pega a amostragem de um único município, para se sugerir que NO PAÍS INTEIRO TAMBÉM É ASSIM. Nossa, isso faz tanto sentido quanto os argumentos toscos criados para a defesa do desarmamento das pessoas QUE NÃO SÃO CRIMINOSAS.

No artigo é dito que na Suécia e Alemanha os castigos corporais são proibidos. Mas por acaso essas sociedades são poucos violentas atualmente, pelo menos de acordo com os padrões europeus? Afirmo aqui que não. O bullying é uma prática comum nesses dois países. Até filmes suecos foram feitos sobre isso. Então, o que faz com que crianças suecas - que não sofrem castigos corporais dos pais, pois é - agridam os seus colegas nas escolas? Seria a famosa "falta de limites"? Na Alemanha, já ocorreram até vinganças mortais promovidas por vítimas. E lá as crianças também não apanham.


E eu digo mais. Quem pode garantir que todas as crianças e adolescentes entrevistadas nessa pesquisa FALARAM A VERDADE? Pois é, menor de idade também pode mentir, inclusive como forma de, digamos assim, se "justificar". É possível dizer que todos esses alunos foram sinceros? Que não sentiam descontentamento com os pais por outros motivos (proibições impostas por eles) e deram essas respostas?



CONCURSEIRO DE PERUÍBE, A PREFEITURA DE SÃO VICENTE ABRIU CONCURSO PÚBLICO / AGOSTO DE 2011


A Prefeitura de São Vicente, estado de São Paulo, divulgou editais com normas para realização de concurso público visando preencher 415 vagas em cargos da administração direta municipal.


Oportunidades oferecidas contemplam cargos de todos os níveis de escolaridade com salários de até R$ 7 mil. Aos portadores de deficiência serão reservadas 5% do total de vagas.


O concurso aberto destina-se ao provimento de vagas, pelo regime Estatutário, aos cargos públicos atualmente vagos e dos que vagarem, dentro do prazo de validade do certame que é de 2 anos, prorrogável por até igual período, a critério da prefeitura de São Vicente-SP.


Vagas em São Vicente


Um dos editais conta com 138 vagas para cargos de Médico em diversas áreas. Há vagas para Médico Cardiologista, Médico Clínico Geral, Médico Cirurgião Vascular, Médico Dermatologista, Médico Endocrinologista, Médico Endoscopista, Médico Gastroenterologista, Médico Geriatra, Médico Ginecologista- Colposcopista, Médico Ginecologista Obstetra, Médico Hebiatra, Médico Hematologista, Médico Nefrologista Infantil, Médico Neurologista, Médico Neurologista Infantil, Médico Oncopediatra, Médico Pediatra, Médico Pediatra Infectologista, Médico Pneumologista, Médico Pneumologista Infantil, Médico Sanitarista, Médico Traumaortopedista, Médico Ultrassonografista, Médico Urologista, Médico Anestesiologista, Médico Clínico Geral, Médico Cirurgião Geral, Médico Cirurgião Pediatra, Médico Ginecologista/Obstetra, Médico Pediatra, Médico Pediatra Neonatologista, Médico Psiquiatra, Médico Psiquiatra Infantil, Médico Socorrista, Médico Traumaortopedista e Médico Generalista - PSF. Salários chegam a R$ 7.253,13, já incluídas gratificações do cargo.


Um segundo edital conta com 277 vagas em cargos de Agente de Saúde Pública, Auxiliar Administrativo, Auxiliar de Serviços Básicos(Limpeza), Auxiliar Operacional de Educação(Creche), Auxiliar Operacional de Educação(Merendeira), Eletricista, Motorista, Oficial de Manutenção de Áreas Verdes (Máquina Roçadeira), Oficial de Manutenção(Carpinteiro), Oficial de Manutenção(Pedreiro), Oficial de Manutenção(Pintor), Oficial de Manutenção(Serralheiro), Oficial de Máquinas Pesadas, Operador de Som, Assistente Administrativo, Auxiliar de Enfermagem, Auxiliar de Enfermagem do Trabalho, Auxiliar em Saúde Bucal, Desenhista, Mestre de Manutenção(Telefonia), Programador de Sistemas, Técnico de Compras, Técnico de Contabilidade, Técnico de Enfermagem, Técnico de Imobilização Ortopédica, Técnico de Meio Ambiente, Técnico de Nutrição, Técnico de Radiologia, Técnico de Segurança do Trabalho, Topógrafo, Analista de Sistemas, Arquiteto, Assistente Social, Biólogo, Biomédico, Contador, Dentista, Diagramador, Enfermeiro, Engenheiro Ambiental, Engenheiro Civil, Farmacêutico, Fiscal de Meio Ambiente, Fiscal de Obras, Fiscal de Tributos, Fisioterapeuta, Fonoaudiólogo, Médico Veterinário, Nutricionista, Professor Substituto de Informática, Psicólogo, Terapeuta Ocupacional e Turismólogo. Remunerações variam entre R$ 583,59 e R$ 1.753,13, mais gratificações cabíveis.

Inscrições Concurso São Vicente


As inscrições devem ser feitas via internet, através do site http://www.zambini.org.br/ em dias distintos, dependendo do cargo. Para quem deseja concorrer aos cargos de Médico (primeiro edital) as inscrições devem ser feitas entre 29 de agosto e 23 de setembro de 2011. Para os demais cargos do segundo edital o período de inscrições se estende entre 05 de setembro e 07 de outubro de 2011.


A taxa de inscrição custa entre R$30 e R$70, de acordo com o cargo pretendido.

Provas


Concurso de São Vicente constará de diversas etapas de avaliação, dependendo do cargo. Haverá provas objetivas para todos os cargos, mais avaliação de títulos e prova prática, para determinados empregos, conforme consta no edital.


A prova objetiva está marcada para ocorrer em 23 de outubro de 2011 para cargos do primeiro edital (médicos) e nos dias 20 e 27 de novembro de 2011 para os demais cargos.


O gabarito das provas do concurso de São Vicente poderá ser consultado um dia após a realização das provas.

Fonte: http://www.acheconcursos.com.br/



Comentário: ainda não conseguiu o teu emprego estável? Olha aí outra oportunidade. Oportunidades até que existem, o problema é essa mania do peruibense querer muita facilidade. E daí que o concurso é em São Vicente? Existe busão intermunicipal que vai até lá. Para com esse negócio besta de se comportar como se fosse uma árvore, grudada ao solo. Se você tenta, tenta e tenta E NÃO CONSEGUE ARRUMAR UMA OCUPAÇÃO DECENTE POR AQUI, já não está na hora de buscar outra alternativa, mesmo que ela seja fora desta cidade?


segunda-feira, 29 de agosto de 2011

ADRIANA MEZZADRI - SETE VIDAS




Uma bela voz, não é mesmo?

O QUE PERUÍBE PODERIA GANHAR SE O PORTO BRASIL FOSSE UMA REALIDADE NO FUTURO


A indústria chega ao Nordeste pobre por mar

Fortaleza, Brasil, 23/8/2011 – O brasileiro Porto de Pecém recebeu um pedido para desembarcar e armazenar os componentes de uma fábrica de cimento importada da China, que foi impossível de ser aceito como chegou. É que o carregamento ocuparia 40 mil metros quadrados, quase metade da área de armazenagem do terminal.


A solicitação foi enviada há um mês, mas continua em estudo porque o diretor de Implantação e Expansão de Pecém, Hernani de Carvalho Junior, encontrou uma solução prática. Sugeriu receber os equipamentos em “pulmão”, isto é, divido em duas partes de maneira que a segunda entre no porto depois da retirada da primeira, reduzindo desta forma a metade do setor ocupado.


O pedido incomum é também emblemático do processo de industrialização que vive o Nordeste, a região mais pobre do Brasil. Boa parte desses investimentos foi atraído pela instalação de portos projetados também como complexos manufatureiros e de energia. Pecém compreende um polo industrial e energético em fase de instalação em área de 330 quilômetros quadrados em torno do Porto, no Atlântico, inaugurado em 2002, a 60 quilômetros de Fortaleza, capital do Estado do Ceará.


Foi concebido como “um instrumento” de atração de indústrias, contando com dois grandes projetos de arranque, uma usina siderúrgica e uma refinaria de petróleo. Embora, finalmente, “não tenha ocorrido nessa ordem, como aconteceu com o Porto” após modificação em seu projeto original para ser adaptado a “cargas gerais e contêineres”, explicou Carvalho.


As indústrias vão chegando. Cerca de 20 empresas de serviços, energéticas, produção de cimento e equipamentos de energia eólica já se instalaram no Complexo Industrial e Portuário de Pecém, administrado pelo governo do Ceará. A construção da siderúrgica agora está em andamento, com inauguração prevista para 2015, quando poderá produzir até três milhões de placas de aço ao ano, enquanto a Petrobras construirá uma refinaria com capacidade para processar 300 mil barris diários de combustível a partir de 2017.


A esses projetos somam-se duas centrais termoelétricas, também em construção, com total de 1.080 megawatts, quase o dobro da geração atual do Estado do Ceará. Por serem alimentadas a carvão mineral importado da Colômbia, sua localização vizinha ao Porto é estratégica. Contudo, todo esse progresso não está imune a críticas. Um flanco atacado é o estudo em que se baseou a construção do Porto.


João Alfredo Melo, vereador em Fortaleza pelo Partido Socialismo e Liberdade (PSOL), afirmou que não foi feita uma medição adequada das correntes marítimas e dos ventos, que “são muito fortes em agosto e setembro”. Como exemplo, Melo recordou que apenas iniciadas as operações do Porto um navio chinês não conseguiu atracar por causa dos ventos, “uma vergonha” que se tratou de corrigir com a construção de um quebra-mar em forma de L. O vereador acrescentou que, após a instalação do terminal, começou a erosão das praias a oeste de Pecém, fenômeno semelhante ao observado na capital cearense após a construção de outro porto, há 60 anos.


Melo também questiona os efeitos sociais causados pela abrupta queda dos empregos, quando as empresas começam a operar, depois da grande demanda gerada para construir os prédios que formam o polo. “Sem cadeias produtivas”, como será o desenvolvimento da siderurgia com um polo metal-mecânico, os empreendimentos anunciados gerarão uma limitada quantidade de postos de trabalho, afirmou.


Carvalho responde a essa preocupação dizendo que atrás da siderúrgica virá a indústria de laminados e, talvez, uma fábrica de veículos, enquanto a refinaria da Petrobras atrairá o setor petroquímico. Tampouco concorda que o Porto cause problemas ambientais. Pecém, está a “sete dias da costa da Espanha e a seis de Nova Jersey, nos Estados Unidos”, e sua profundidade de 18 metros no recém-inaugurado Terminal de Múltiplo Uso permite a atracação dos maiores navios “sem necessidade de dragagem”, tudo contribuindo para os baixos custos que atraem as empresas de transporte, afirmou Carvalho, entusiasmado.


Medições batimétricas comprovaram que, entre 1997 e 2009, não houve alterações na profundidade local, indicando ausência de sedimentação e, portanto, dispensando o trabalho de dragagem que encarece a manutenção dos portos, explicou o diretor de Pecém. Carvalho também assegurou que o Porto conta com equipamentos de última geração. Por essas razões seu movimento de cargas teve “um crescimento exponencial” nos últimos anos, confirmando sua vocação de futuro “hub”, disse o diretor, se referindo a um porto que opera como um cubo, para ser o centro de muitas rotas marítimas.


O porto de Pecém é “offshore”, como são chamados os que possuem atracadouros distantes da costa, neste caso protegidos por um quebra-mar de 1.768 metros de comprimento, unido aos armazéns em terra por pontes ferroviárias e dutos. Agora está em fase de ampliação, com a meta de receber 5,6 milhões de toneladas de carga em 2012, quase o dobro das operações em 2010.


Sua grande vantagem logística, ao se localizar três mil quilômetros mais próximo da Europa e dos Estados Unidos do que o Porto de Santos, no Estado de São Paulo, o principal porto brasileiro. Entretanto, seu objetivo principal é impulsionar o desenvolvimento do Ceará, para que também se replique em toda a região Nordeste, ao integrar o polo industrial e atividades portuárias.


As indústrias instaladas e projetadas estão separadas do Porto por seis quilômetros, espaço destinado a preservar dunas, fauna e flora naturais, em um sistema de reserva ambiental. Os projetos de estradas, uma ferrovia e os dutos, além das isenções de impostos para empresas exportadoras, asseguram as condições atraentes para os investimentos.


A isso somam-se outros fatores a favor da industrialização do Nordeste, como um mercado em expansão carente de produção local em muitas áreas, como nos casos do aço e dos derivados de petróleo, e mão de obra mais barata do que no Centro e Sul desenvolvidos do Brasil, embora com escassa capacitação. A economia do Ceará cresceu 7,9% no ano passado, ficando em terceiro lugar entre os Estados do Nordeste, superado por Pernambuco e Bahía. Essa região registra médias superiores ao crescimento nacional nos últimos anos.


Pernambuco foi o campeão nacional em 2010, com seu produto crescendo 9,3%, em grande parte devido à contribuição de outro complexo portuário e industrial, o de Suape, na região metropolitana de Recife. É o espelho no qual Pecém se mira. Suape, um superporto pioneiro concebido nos anos 1970, só amadureceu efetivamente na década passada. Agora conta com mais de cem empresas instaladas e 130 projetos em andamento, com investimentos estimados em US$ 25 bilhões e cerca de 50 mil empregados na construção.


A Petrobras constrói nessa área uma refinaria que deverá ficar pronta em 2014 e uma enorme unidade petroquímica. Também funciona um estaleiro, ao qual estão associados capitais da Coreia do Sul, que emprega 7.400 trabalhadores desde 2008, e são numerosas as indústrias de bebidas, cerâmica e alimentos já instaladas.


Pecém e Suape estarão unidos dentro de alguns anos pela ferrovia Transnordestina em construção, que avança pelo interior semiárido do Nordeste. Toda uma infraestrutura que comporá, com muitas estradas em ampliação ou sendo reformadas, um sistema de transporte para uma industrialização que está meio século atrasada com relação ao Sudeste do Brasil. Envolverde/IPS
(IPS)

Fonte: ENVOLVERDE

Comentário: se você nunca ouviu falar do Porto de Pecém, tenha a certeza de isso deixará de ser raro no futuro próximo. Segundo o artigo, esse empreendimento não é um mar de rosas, mas está claro que esse Porto  fará aquela região cearense se tornar bem avançada em relação ao interior, e gerará benefícos para ele mais tarde. Vai ter até uma ferrovia para ligar Pecém a Suape. E como estão os planos para que pelo menos seja reconstruída a ferrovia daqui?  


Que baita atraso o nosso. E ainda aguardo pelas "alternativas ao Porto Brasil", tão cacarejadas por alguns. E dizem que eu sou pessimista. Então tá.

domingo, 28 de agosto de 2011

JACUPIRANGA ESTÁ DESENVOLVENDO UM PARQUE INDUSTRIAL. E PERUÍBE?




Bem, o vídeo trata do lançamento da pedra fundamental das futuras instalações da fábrica de uma empresa chamada Trisel, lá em Jacupiranga, no PARQUE INDUSTRIAL (pois é) daquela cidade. E quando é que eu verei um evento similar aqui em Peruíbe? Cidades "atrasadas" do Vale do Ribeira estão indo para a vanguarda. E Peruíbe?

 Peruíbe vai ficando na retaguarda, ganhando umas poucas filiais de empresas varejistas que não geram os empregos necessários para que ocorra um avanço real. Não foi à toa que no concurso público municipal de Itariri, que ocorreu neste Domingo, tinha um monte de concurseiros peruibenses, simples sintoma da nossa falsa prosperidade.

Postagem recomendada: http://peruibenastrevas.blogspot.com/2011/08/voltando-analisar-questao-das.html

 

INDÚSTRIA DO PRÉ-SAL AVANÇA EM PONTAL DO PARANÁ / AGOSTO DE 2011


TECHINT INICIA OBRAS EM PONTAL DO PARANÁ

A empresa italiana Techint foi a primeira a anunciar o início das atividades de fornecimento para a indústria do pré-sal.


A empresa investe R$ 25 milhões na modernização da unidade em Pontal do Paraná para construir, de imediato, duas plataformas de extração de petróleo na costa paranaense.

Governo negocia investimentos de R$ 12 bilhões com Paraná Competitivo

Na avaliação de Ricardo Barros, o trabalho apresentado até agora é só um início de um grande processo de geração de renda e emprego que atingirá todo o Estado. “O Paraná vive hoje um novo ciclo de industrialização”, diz. Ele reforça que uma das principais preocupações do governador Beto Richa é a distribuição dos investimentos pelo interior do Estado, principalmente nos pequenos e médios municípios.


“Mesmo sabendo que a localização é uma decisão do empresário – que leva em conta a infraestrutura, a qualificação da mão de obra e a realidade sócio-econômica do local – estamos trabalhando para criar alternativas para distribuir melhor os investimentos pelo interior do Paraná”, destaca o secretário.

Fonte: http://nelsonmademar.wordpress.com/


Comentário: Pontal do Paraná é um pequeno balneário - paranaense, para quem ainda não sacou - que tem 14.323 moradores, com economia predominantemente turística. Será que esse município terá problemas com local apropriado e licenças ambientais para a construção de plataformas petrolíferas? Eu acho que não. Já por aqui, em Peruíbe, investimentos desse porte são um sonho. E em que local do nosso seria possível construir plataformas? Grande futuro terá o pré-sal em Peruíbe desse jeito.

Texto recomendado: PERUÍBE: DEVEMOS ESPERAR POR TEMPOS AINDA MAIS DIFÍCEIS



sábado, 27 de agosto de 2011

KADAFI VAI FUGIR PARA A VENEZUELA?


Um comboio com seis carros blindados que poderia transportar altos dirigentes líbios, incluindo o coronel Muammar Kadafi, passou nesta sexta-feira pela fronteira entre Líbia e Argélia, informou a agência oficial egípcia Mena, citando uma fonte militar líbia rebelde.


"Seis Mercedes blindados passaram na manhã desta sexta-feira pela cidade de Ghadames", revelou a agência, que cita um conselheiro militar líbio desta localidade situada na fronteira com a Argélia.


O comboio foi escoltado até sua entrada na Argélia pelo chefe de uma "katiba" (brigada), explicou o militar rebelde, acrescentando que não pôde atacá-lo por falta de munição.


"Pensamos que transportavam altos dirigentes líbios, possivelmente Kadafi e seus filhos". Kadafi está desaparecido desde a entrada dos rebeldes em Trípoli, no final de semana passado. 

Fonte: TERRA NOTÍCIAS

Comentário: mesmo que o Kadafi não tenha sido um passageiro desse comboio de fugitivos graúdos, está claro que não tem como ele permanecer mais tempo no país. Estaria ele planejando uma fuga para a Venezuela? Afinal, que outra nação estaria disposto a recebê-lo?



EVOLUÇÃO NAS OBRAS DAS LOJAS AMERICANAS EM PERUÍBE


Tirei essa foto hoje, dia 27 de agosto. Parece que a inauguração não demorará tanto.
 

FÁBIO ASSUNÇÃO TENTANDO SALVAR DO FRACASSO A CAMPANHA DO DESARMAMENTO




Esse senhor fala, fala e fala, mas não explica COMO SERÃO DESARMADOS OS CRIMINOSOS, INCLUINDO AÍ OS TRAFICANTES DE DROGAS !!!

Caro amigo de Peruíbe, dá para levar à sério alguém que fala em desarmar a população, MAS QUE NUNCA EXPLICA COMO A BANDIDAGEM SERÁ DESARMADA? É um discurso bonitinho, mas é lógico?

Se em 2012 algum candidato aqui em Peruíbe , todo cheio de razão, falar na defesa do desarmamento, pergunte sobre como vai O DESARMAMENTO DA BANDIDAGEM, se os traficantes estão entregando as suas armas e como o governo impedirá que eles consigam novas. Pergunte, não custa nada.

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

PAULA FERNANDES BEM QUE PODIA TER NASCIDO EM PERUÍBE. EITA TERRA DA ETERNA JUVENTUDE SEM SORTE, SÔ !!!




''Eu nasci no celeiro da arte, no berço mineiro. Sou do campo, da serra onde impera o minério de ferro. Eu carrego comigo no sangue um dom verdadeiro, sei cantar melodias de Minas, no Brasil inteiro.


Sou das Minas de ouro, das montanhas Gerais, eu sou filha dos montes e das estradas reais. Meu caminho primeiro vem brotar dessa fonte.


Sou do seio de Minas, nesse estado um diamante'' 

(Paula Fernandes - Seio de Minas)



Se a Paula Fernandes fosse peruibense, tenho certeza que ela dedicaria a este lugarejo uma bela canção .... mas a Peruíbe da atualidade mereceria uma bela canção, com essa bela voz?


2º FESTIVAL CAIÇARA DE PERUÍBE 2011


Comentário: um evento como esse deveria ocorrer DURANTE A TEMPORADA DE VERÃO. A cultura caiçara merece ser divulgada, sendo capaz até de atrair turistas. Peruíbe não pode se envergonhar da sua cultura original, a qual só sobreviverá através do turismo.


ERROS DE PLANEJAMENTO CONTRA ENCHENTES NO RIO SÃO APONTADOS EM CPI / AGOSTO DE 2011


A Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro criou uma Comissão Parlamentar de Inquérito para investigar quem foram os possíveis responsáveis pela tragédia após as fortes chuvas que aconteceram na região serrana do estado. As investigações apontaram que ocorreram erros no planejamento das cidades e também ficou claro que faltavam medidas preventivas para evitar danos decorrentes das chuvas.


A CPI durou seis meses e durante este período foram realizadas reuniões, foram colhidos depoimentos e também foram realizadas visitas as cidades envolvidas e o relatório final da comissão, que foi presidida pelo deputado Luiz Paulo (PSDB), foi aprovado nesta segunda-feira (22).


No documento colhido pela CPI são apontados a falta de um sistema de alerta a população e ainda de um plano de contingenciamento como algumas das principais causas das tragédias ocorridas nas cidades de Petrópolis, Nova Friburgo, Teresópolis, São José do Vale do Rio Preto, Areal, Sumidouro e Bom Jardim. Ainda de acordo com a CPI como não havia esses planejamentos, a Defesa Civil apenas prestava socorro às vítimas, quando na verdade deveria funcionar como um mecanismo de alerta e prevenção de tragédias.


Para avaliar as condições de risco das cidades a CPI avaliou quais foram os investimentos feitos nas localidades nos últimos seis anos e chegaram à conclusão que os erros de planejamento e estruturais foram essenciais para que a tragédia chegasse aos níveis que chegou. Percebeu-se também que existia uma carência em todas as cidades de uma política de uso de solo, fazendo com que áreas de risco e de preservação fossem ocupadas.

Fonte: http://www.noticiasbr.com.br/


quinta-feira, 25 de agosto de 2011

NORUEGA E " A ATRAÇÃO FATAL "


Rui Moreira - A atração fatal

O massacre de Oslo veio, mais uma vez, chamar a atenção dos europeus para o risco do terrorismo interno que tem sido muito desvalorizado face à ameaça, sempre presente, do terror islâmico. O ultra-nacionalismo fanático que está na origem do terrorismo na Irlanda do Norte e no País Basco, foi aqui o detonador de um atentado perpetrado por um louco, não havendo quaisquer provas de que faça parte de um grupo organizado.


Na Noruega, um país civilizado e de brandos costumes, sempre existiu um sentimento nacionalista intenso, com contornos particulares. Aliás, foi esse fator que sempre o manteve afastado da adesão à União Europeia, ao contrário do que sucedeu com os outros países nórdicos. Quando vivi na Noruega, nos anos 70 do século passado, conheci pessoas que tinham uma adulação pela cultura “viking”, pelos “Norse” e pelos feitos de Leif Ericsson, pela preservação do património cultural e histórico do seu maravilhoso país, e que entendiam que a Noruega precisava de ser preservada das más influências externas e de aprofundar as suas raízes.


Essa auto-estima nacional, de um povo que exibe a sua bandeira com orgulho, nada tinha em si de perigoso, embora tivesse precedentes sombrios, já que o paganismo nórdico, e a mitologia que lhe está associada, tiveram grande influência na Alemanha de Hitler. Vários membros do partido nazi eram membros da sociedade Thule, um grupo que se dedicava ao estudo do misticismo associado às tradições nórdicas e à sua simbologia, e que viria a ter grande repercussão nos quadros dirigentes das SS. Mas os noruegueses guardam bem viva a recordação da invasão nazi, e do nacionalista Quisling que lhe abriu as portas. O facto de o seu país ter sido o primeiro em que um partido local, e não alemão, tomou parte na conquista do seu próprio país pelos nazis é visto como uma mácula na história nacional. E, ao contrário do que certamente sucederá a Anders Breivik, Quisling viria a ser fuzilado após a guerra, depois de os noruegueses terem aprovado, com efeitos retroativos, a pena de morte para o crime de alta traição a que fora condenado.


Nos últimos anos, contudo, ocorreram grandes transformações sociais no país, com vagas sucessivas de imigração, e com o primado do multiculturalismo, que ofende as tradições nacionais. Para isso contribuíram os políticos noruegueses, que se recusaram a confrontar os problemas que foram surgindo e permitiram, por exemplo, que muitos bairros de Oslo se transformassem em enclaves muçulmanos. Bruce Bawer, um americano que reside na Noruega, e que se tem notabilizado por denunciar os riscos da islamização, escrevia, a propósito, que nesses enclaves, as mulheres são tratadas como cidadãos de segunda, os homossexuais são perseguidos, e a Sharia substituiu, de fato, a lei vigente. E, tal como acontece em quase toda a Europa, a discussão sobre o fracasso da integração dos imigrantes muçulmanos tem sido silenciada, chegando a ser criminalizada pelos tribunais. Assim, o país que antes vivia fechado sobre si próprio, que nunca teve colonias, e que nunca quis abrir as suas portas ou perder a sua identidade cultural, transformou-se no solo fértil para o ódio.


A tentativa, por parte dos defensores do multiculturalismo, de acusar os conservadores de cumplicidade na tragédia de Oslo, não é de todo justificada, e ignora os ventos que se fazem sentir pela Europa. Em Inglaterra, onde está em curso uma campanha para transformar várias cidades em estados islâmicos independentes em que a única lei que vigorará será a Sharia, começa a haver uma forte reação à islamização descontrolada dos costumes.


Ora, se a Europa não tiver a coragem de exigir que as suas leis sejam acatadas por todos, se não exigir que a sua identidade cultural seja respeitada, se permitir que a sua tolerância seja abusada, o recrudescimento do nacionalismo será inevitável. E a partir desse momento será cada vez maior o perigo de se ultrapassarem as barreiras que separam sentimento nobres e elevados, como os de pertença a um país e a uma cultura, e de virem a revelar formas bem pouco dignas de xenofobia e de racismo facilmente conducentes a revoltas e a mais atos de terrorismo.

Fonte: INSTITUTO DA DEMOCRACIA PORTUGUESA


Comentário: apenas discordo quando o autor chama o terrorista nórdico de louco. Isso ele não é. Mas de fato, ou os europeus começam a defender suas culturas com o uso da democracia ou o pior virá, como o fascismo e até guerras revolucionárias.


CAIXA ELETRÔNICO QUASE FOI ROUBADO EM PERUÍBE



Bandidos explodem mais dois caixas eletrônicos na Baixada Santista

TvTribuna.com


Mais dois caixas eletrônicos foram explodidos na Baixada Santista nesta quinta-feira (25). Com estas ocorrências, são 12 casos de explosão de caixas na Região somente neste ano. Nas duas ações, os bandidos não conseguiram levar dinheiro algum. Explosões aconteceram em Peruíbe e São Vicente.


O caixa eletrônico da Rodoviária de Peruíbe foi coberto com plástico, mas a tinta de segurança, ativada quando o equipamento explodiu, ainda podia ser vista pelo chão. A polícia estuda as imagens da câmera de segurança que registrou toda a ação. Cinco homens entraram, renderam o vigia e fugiram sem conseguir retirar o dinheiro.


Em São Vicente, um caso parecido. Os bandidos explodiram a parte errada do caixa eletrônico e segundo a empresa responsável pelo equipamento, não conseguiram levar nada, mas causaram estragos.


O caixa fica num posto de combustível no Parque das Bandeiras. O prédio onde estava instalado ficou com rachaduras, parte da parede quebrou, assim como o vidro da lanchonete ao lado. Este foi o terceiro caso na cidade de São Vicente.


Fonte: TV TRIBUNA


quarta-feira, 24 de agosto de 2011

terça-feira, 23 de agosto de 2011

TERREMOTO DE MAGNITUDE 5,9 ATINGE COSTA LESTE DOS EUA / AGOSTO DE 2011


Trabalhadores se reúnem no centro de Washington momentos após tremor (Foto: AP)


Um terremoto de magnitude 5,9 atingiu a costa leste dos Estados Unidos e o Canadá nesta terça-feira, sendo sentido de Virginia a Toronto, informou o Serviço Geológico dos EUA.
O tremor, que inicialmente chegou a ser calculado com magnitudes 5,8 e 6,0, sacudiu prédios e forçou o esvaziamento do edifício do Pentágono e o Capitólio, em Washington.


Funcionários de escritórios de Washington correram para as ruas depois do tremor, que durou cerca de cinco segundos e derrubou objetos de prateleiras de lojas e de edifícios comerciais.
O tremor também sacudiu prédios de escritórios de Nova York, provocando o esvaziamento de tribunais e da Prefeitura e interrompendo os trabalhos no local de construção do memorial do World Trade Center, relataram testemunhas e funcionários.


Ainda não estava claro se houve danos ou feridos em Nova York, mas o departamento de incêndio e policiais no Condado Dutchess, ao norte da cidade de Nova York, relataram danos estruturais a seus prédios.


Um porta-voz da agência de trânsito disse que o terremoto foi sentido, mas não quis fazer comentários de imediato sobre se o sistema de metrô foi afetado.

As torres de controle dos aeroportos John F. Kennedy e Newark Liberty, em Nova Jersey, também foram esvaziados, assim como prédios em Boston. Uma testemunha da Reuters relatou ter sentido o terremoto em Toronto, no Canadá.


Fonte: http://br.noticias.yahoo.com/


Comentário: Alguém aqui já soube de terremoto desta magnitude na costa leste dos EUA? Eu nunca. Alguma coisa de muito grave está ocorrendo, e que nenhum retardado venha aqui, dizendo que é culpa do "aquecimento global", o qual não atrapalhou o inverno aqui em Peruíbe. Aquecimento global provoca Tsunami, terremoto e atividade vulcânica? Quem diz que isso é possível é mais um que sofreu com a lavagem cerebral dessa mídia incrivelmente tendenciosa.



segunda-feira, 22 de agosto de 2011

UM MORADOR DE PERUÍBE ACORDOU DE UM PESADELO E ....


.... e teve uma visão. Esse aí viu Santa Catarina. Outros viram o Japão, a Europa, a capital de SP e por aí vai, mas todos os que passaram por isso já não estão mais por aqui.

VOLTANDO A ANALISAR A QUESTÃO DAS "INDÚSTRIAS EM PERUÍBE" / UM SONHO PERUIBENSE PARTE 2



Faz quase dois anos, criei um texto que chamei de UM SONHO PERUIBENSE, no qual eu simplesmente tratei do - pois é - antigo sonho de se trazer indústrias para Peruíbe. Quando essa idéia começou? Sei que em meados dos anos oitenta já era moda falar dela, a qual seria a solução para o grande atraso social do município. Mais um pouco e serão TRINTA ANOS de um discurso que até agora não se tornou realidade.  Sim, um discurso, pois nunca falta eleitor peruibense disposto a votar em quem prometer tornar real essa tão sonhada industrialização.


Claro que neste momento alguém poderia me lembrar de que já existem por aqui algumas confecções, uma empresa especializada em TEXTURA E GRAFIATO (tintas) e outros poucos empreendimentos ... aí é que está .... outros "poucos empreendimentos". Peruíbe não empolga muitos investidores, e naturalmente a quantidade de empregos gerados na produção de bens de consumo "made in Peruibe" acabam sendo abaixo do necessário para a redução da nossa população ociosa.


Já surge, bem antes de 2012, um pessoal levantando essa questão, como se fosse alguma novidade, algo inédito. Pois bem, existem duas questões que precisam ser resolvidas, antes que o eleitorado novamente dê ouvidos para quem faça essa promessa:


Primeiro, é preciso que seja feita a duplicação do trecho da Rodovia Padre Manuel de Nóbrega (SP 55), que fica entre Peruíbe e Miracatu, para facilitar o acesso à BR 116. Creio que é interessante para todo dono de fábrica por aqui, poder escoar a sua produção pela Régis Bittencourt, importante ligação entre SP e o sul do país. Com essa duplicação feita esse trecho teria menos acidentes e naturamente a viagem seria mais rápida. O governo estadual prometeu, mas de resultados até agora nenhum.


Em segundo lugar, mas não menos importante, É A REATIVAÇÃO DA LINHA FÉRREA. Dá para falar seriamente em indústrias em Peruíbe, sem um eficiente transporte de cargas proporciado por trens? Francamente, acho que não dá. Pergunte isso, para qualquer candidato que insista em falar das fábricas não -poluentes. Sem linha férrea essa promessa terá algum futuro?

Até quando se prometerá a INDUSTRIALIZAÇÃO DE PERUÍBE, sem que resolvam pelo menos essas duas questões?


domingo, 21 de agosto de 2011

PERUÍBE, 21 DE AGOSTO DE 2011 : MAIS UMA TARDE GELADA


14°C em Peruíbe neste momento. Será uma noite mais gelada do que a anterior, desta que é - segundo dizem - a última frente fria rigorosa deste inverno. Cadê as minhas luvas?

sábado, 20 de agosto de 2011

INVERNO EM PERUÍBE, DIA 20 DE AGOSTO DE 2011: UMA CHUVOSA FRENTE FRIA CHEGOU À CIDADE


Neste momento a temperatura é de 14°C. Esta é uma tarde de sábado chuvosa, do tipo que desmente esses chatos apressados que adoram dizer que "o inverno já acabou". Acabou? 14°C durante o dia e o frio já acabou? Se preparem para mais uma madrugada gelada, com temperatura inferior a 10°C.

Provavelmente esta será a última frente fria rigorosa deste inverno, aliás o mais rigoroso em Peruíbe já a muito tempo. Eita frio bom !!!

Musiquinha ambiente:

UMA NOITE COM NÉVOA EM PERUÍBE / AGOSTO DE 2011


Foto de uma noite com névoa, 16 de agosto de 2011. Em Peruíbe ocorrem fatos tão inusitados. Como disse o twitteiro que tirou a foto, enquanto que em outras partes do país a humidade do ar era bem baixa, por aqui teve névoa durante o dia e até de noite.

Ah, a foto é do http://twitter.com/#!/gregoripavan

FALAR MAL DE PERUÍBE ESPANTA O PROGRESSO?


Eu mesmo vou responder a essa pergunta. Claro que responderei me baseando na minha visão de mundo, o que tornará natural que muitas pessoas discordem de mim, principalmente aquelas que acham que a cidade de Peruíbe é prejudicada "quando se fala mal dela".

Existe um cada vez maior distanciamento de uma certa parte da população peruibense, em relação aos grandes problemas da própria cidade. Se colocássemos várias pessoas dessa turma em algum bairro suburbano, eles se comportariam como se estivessem em uma terra estranha. Eles pouco - ou quase nunca - estiveram por lá antes, fazendo com que eles se sentissem deslocados e até mesmo com saudades dos bairros mais confortáveis em que residem.


Os bairros suburbanos são o espaço onde vive a maioria da população, morada da maior parte dos desempregados, dos munícipes prejudicados pelas enchentes e dos que ralarão por baixos salários de Domingo à Domingo durante a próxima temporada. Mas o grupo que eu estou aqui citando não se reconhece como parte da digamos assim, mesma cidade. A Peruíbe deles é outra, aquela que aparece nas propagandas.

 Esse pessoal que eu descrevi é em grande parte, o que se ofende quando alguém "fala mal de Peruíbe". Eles se irritam com a possibilidade de que certas informações desagradáveis sobre esta cidade sejam conhecidas pelos turistas. Onde é que já se viu, falar tanto de enchente? Tudo bem que elas se tornaram mais constantes, e já afetam áreas maiores do município, mas falar disso PODE PREJUDICAR O TURISMO !!! Assim não dá, assim não é possível !!!

Peruíbe não vai progredir COM AS PESSOAS DE FORA SENDO INFORMADAS DOS PROBLEMAS DAQUI ! Elas precisam acreditar que este é o paraíso perdido, pois só assim ( estou sendo irônico, para quem ainda não percebeu) teremos progresso.

Vejam o caso do PORTO BRASIL. Os forasteiros precisam acreditar que esse projeto fosse para frente, teríamos mais violência e prostituição. Tudo bem que a violência cresceu - sem o Porto Brasil - e a prostituição em Peruíbe já conta até com a presença de travestis no centro da cidade - não precisou do Porto Brasil para aparecerem - mas para quê o povo de fora precisa saber disso? O paraíso está salvo, peruibense pobre e sem ocupação reclama de barriga cheia, isso sim !

Eita, e a resposta para a pergunta? Ainda preciso responder para o que é evidente? Que não dá para promover progresso esperando que o resto do país e até do mundo se enganem quanto as nossas supostas qualidades? Que os visitantes novatos só saibam dos nossos problemas quando estiverem por aqui? É assim que se ajuda Peruíbe? 

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

PRIMEIRA POSTAGEM DA SÉRIE "LIVROS PARA PERUIBENSES" : A CIDADE E AS SERRAS


Como eu já disse antes, este não é um blog voltado para a massa, para uma maioria. Escrevo para uma minoria. Se o peruibense aqui tivesse interesse em escrever para a maioria da população, a elogiaria e colocaria nas alturas esta cidade. Este blog não representa a voz do povo e nem será dele algum dia. Falo de um povo viciado no mesmo erro, de pessoas acostumadas em enxergarem a política municipal como um meio para a solução dos seus problemas pessoais, o que é claro não melhora a qualidade da política e é a raiz de muitas das mazelas de Peruíbe. Quem quizer um blogueiro peruibense heróico, "defensor do povo", pois que vá procurar em outro lugar. 

Ah, sim, esta é a primeira de uma série de "postagens literárias". Segue abaixo um vídeo sobre o livro A CIDADE E AS SERRAS, que eu considero necessário que seja lido pelo menos por alguns peruibenses. Neste tempo tão difícil para esta cidade, resta a literatura para transmitir certas mensagens urgentes.



quinta-feira, 18 de agosto de 2011

AVISO PARA TODO PERUIBENSE SEM EMPREGO: VAI TER CONCURSO PÚBLICO EM JARAGUÁ DO SUL / AGOSTO DE 2011


Prefeitura de Jaraguá do Sul (SC) abre concurso para 258 vagas
Cargos são de todos os níveis de escolaridade.

Os salários vão de R$ 753,15 a R$ 6.477,13.


Os cargos são de agente comunitário de saúde, auxiliar de serviços, merendeira, servente, auxiliar de sala, secretário de unidade escolar, técnico em enfermagem, fonoaudiólogo, geólogo, intérprete (libras), médico (clínico geral, gastroenterologista, geriatra, hematologista, psiquiatra e reumatologista), orientador educacional, pedagogo (educação especial), professor de educação infantil (ensino superior), professor de ensino fundamental (artes, ciências, ciências da religião, educação física, matemática, pedagogia do 1º ao 5º ano e português) e psicólogo.


As inscrições devem ser feitas até as 23h59 do dia 12 de setembro no site http://www.sociesc.org.br/pt/concursos-publicos/. A taxa varia de R$ 35 a R$ 80.


A prova objetiva será realizada no dia 16 de outubro.


Fonte: http://g1.globo.com/concursos-e-emprego/


Comentário: já existe uma grande colônia de Peruíbe em Jaraguá do sul, o que não torna aquela cidade um território desconhecido para muitos peruibenses. Esse concurso pode se tornar uma oportunidade para alguns dos nossos munícipes, que dificilmente encontrarão ocupação decente por aqui, a terra do desemprego em massa.


Estou me lixando para a crença de que seja possível "MUDAR PERUÍBE". É mais fácil um disco voador pousar na praça matriz do que Peruíbe se tornar uma cidade próspera ainda nesta década. Isto aqui ainda não chegou ao fundo do abismo.


Brasão bonito, não é? 

segunda-feira, 15 de agosto de 2011

ITANHAÉM VAI TER INTERNET BANDA LARGA GRATUITA PARA A POPULAÇÃO


Com o objetivo de democratizar o acesso à tecnologia da informação, a população de Itanhaém vai ter internet banda larga gratuita em toda a Cidade. O Governo Municipal vai instalar antenas de conexão em 48 pontos do município com acesso WI-FI (rede de tecnologia sem fio).


Segundo o diretor de Tecnologia de Itanhaém, Fabio Fomm, toda a Cidade terá acesso à internet banda larga gratuitamente. “A ideia é criar um cadastro para que o munícipe possa utilizar o serviço, bastando o inscrito ter uma antena receptora em seu computador. Ainda está em análise a forma que será feita este cadastramento e a velocidade disponível”.


O prefeito João Carlos Forssell destaca que este projeto será um importante instrumento para promover a educação. “Além de o munícipe poder acessar a internet banda larga em uma praça pública, por exemplo, serão instaladas antenas nas unidades educacionais, assim o aluno terá acesso a toda a riqueza de informações disponíveis na internet. Também vai facilitar os processos, compartilhamento e troca de informações nos diversos órgãos públicos”.


O projeto Cidade Digital faz parte do Programa de Inclusão Digital, do Ministério da Ciência e Tecnologia em parceria com as prefeituras. No momento, o projeto está em licitação e a instalação das antenas deve começar em cerca de 60 dias. Num prazo em torno de seis meses, todo o Município deve estar contemplado.


A instalação das antenas para internet gratuitas é um projeto que faz parte do Plano de Ação de Itanhaém (PAI). A verba total para o empreendimento é de R$ 1.101.735,75, sendo que R$ 1 milhão por meio de uma emenda parlamentar do Deputado Federal Márcio França (PSB) e R$ 101.735,75 de contrapartida da Prefeitura de Itanhaém.

Fonte: http://patitanhaem.blogspot.com/ 


sábado, 13 de agosto de 2011

FESTA DO BOM JESUS DE IGUAPE 2011 : ROMARIA DE PERUÍBE



Na busca por assuntos que não recebem o destaque merecido, até que eu consegui três vídeos bem interessantes sobre a ida de Romeiros de Peruíbe até Iguape para a tradicional Festa do Bom Jesus. Pois é, por aqui nem tudo está nas trevas:









quinta-feira, 11 de agosto de 2011

ONTEM EU APROVEITEI O DIA PARA DORMIR .... NA CAMA COM PIJAMA


Ontem, dia 10 de agosto de 2011, foi um dia que este blogueiro aproveitou para dormir. Meu primeiro dia de férias, não tinha coisa melhor !!!



Um peruibense passando férias em Peruíbe !!! Melhor aproveitar mais a cama.

REINALDO AZEVEDO ANALISA A REVOLTA POPULAR NA INGLATERRA / AGOSTO DE 2011



Os bananas da imprensa e os bananas do governo acordam para a realidade na Inglaterra

A imprensa britânica acordou para o que está em curso em Londres e outras cidades. Acordei primeiro. Escrevi ontem a respeito. Dei o meu remédio sociologicamente fundamentado: democracia de uniforme — ou seja: polícia. Se preciso, Forças Armadas. Os ratos têm de voltar para a toca. Os vagabundos não são mais chamados de “manifestantes”, na linguagem politicamente correta da esquerdista BBC; agora são “vândalos” mesmo. Ah, bom!


David Cameron, o primeiro-ministro, integra a safra dos bananas europeus. Mostrou-se mais rápido para bombardear a Líbia do que para conter os arruaceiros. O garotão estava de férias. Achou que poderia continuar. Deu ordens à Scotland Yard para que não usasse a força bruta. Quer ser um conservador com coração, quando a melhor virtude do conservadorismo sempre foi o cérebro.


A imprensa britânica resolveu fazer sociologice cretina: desemprego alto entre os jovens, falta de perspectiva, crise européia… Esqueciam-se do óbvio: não há uma escala de dificuldades no país que justifique os atos de extrema violência. Em Birmingham, três paquistaneses que tentavam proteger seu comércio da ação de vândalos morreram atropelados. Um sujeito jogou o carro contra o grupo. Os vândalos queimaram Londres, e Cameron queimou o filme: uma pesquisa indica que 57% acreditam que ele lidou mal com a crise; nada menos de 77% pedem o Exército nas ruas. As pessoas decentes estão certas, é claro!


Foi preciso que uma foto dramática chamasse à razão a imprensa inglesa — esta que vocês vêem no alto. A fotógrafa Amy Weston, da Agência Wenn, fotografou a polonesa Monica Konczyck, de 32 anos, pulando de um prédio em chamas. Sim, senhores, os bandidos não estão apenas saqueando lojas. Também incendeiam prédios residenciais. A foto virou um emblema dos distúrbios. Era impossível chamar aquela gente de “manifestantes” — mais ou menos como a imprensa brasileira chama terrorista de “ativista”.


No post acima, digo que a democracia vive um crescente desprestígio. O fato de esquerdistas de vários matizes ocuparem os órgãos formadores de opinião pública, com as suas bobagens sobre democracia direta, faz com que vândalos sejam tomados como agentes da transformação social. Bandidos disfarçados de estudantes — estariam lutando contra os herdeiros políticos de Pinochet… — fazem, em essência, o mesmo no Chile. Disfarçam seu vandalismo com uma pauta que sabem que não pode ser cumprida. Na imprensa brasileira, já foram associados até aos egípcios que ocuparam a Praça Tahir, como se o Chile fosse uma ditadura…


Manifestações que evoluem para a violência têm um único remédio nas democracias: o cassetete democrático. O resto é esquerdopatia. Foi preciso que uma mulher pulasse de um prédio em chamas para que se revelasse a real natureza dos protestos de Londres. E para que se revelasse a real natureza de boa parte da imprensa considerada séria. E para que se revelasse David Cameron é… um banana com coração.


Por Reinaldo Azevedo

Fonte: REINALDO AZEVEDO

LOUKANIKOS, O CÃO GREGO QUE SE TORNOU UMA LENDA / 2011




quarta-feira, 10 de agosto de 2011

PERUÍBE E O CREPÚSCULO DA MIGRAÇÃO NORDESTINA



Já repararam que os migrantes nordestinos "novos", ou seja, que estão a pouco tempo em Peruíbe, estão se tornando raros? Foi-se o tempo em que era comum a presença de muitos desses forasteiros "nortistas" por aí, trabalhando em obras e outros tipos de trabalhos pesados. O grande fluxo migratório acabou?


Pode-se dizer que sim. Claro, alguém pode afirmar o contrário, dizendo que existem alguns recém-chegados, mas que são poucos, se compararmos com os que vieram durante a migração histórica dos anos oitenta e noventa, quando trabalhadores nordestinos praticamente ergueram bairros inteiros com casas para veranistas. Considero muito difícil que exista aqui em Peruíbe, algum imóvel construído nas últimas duas décadas do século XX que não tenha contado com o esforço de nordestinos, muitos dos quais povoaram os subúrbios e mudaram tremendamente esta cidade, em termos econômicos e culturais. Essa época está encerrada.


Tenho certeza que ao lerem isso, alguns paulistanos que para cá migraram - pois é, só eles "podem se mudar" para cá -  devem ser sentir muito satisfeitos, já que sempre consideravam a vinda desses forasteiros POBRES um incômodo, atribuindo a eles a origem dos dramas sociais locais, como o desemprego, a favelização e outras questões desagradáveis. Imagina se o PORTO BRASIL estivesse sendo construído? Quantos "nortistas novos" já estariam por aqui, não é mesmo? Vindo aos montes, incomodando uma minoria com os seus sotaques e culturas tão diferentes. Garanto que um inevitável novo ciclo migratório nordestino que seria gerado pela construção do Porto, preocupava a alguns moradores bem mais do que a ecologia, pessoas que hoje se sentem aliviadas, pois a "invasão" não ocorreu, e outra não ocorrerá, pois a tendência histórica não é a de Peruíbe ser invadida, mas de ser "evacuada".


Peruíbe passa por uma séria crise em seu mercado de trabalho, talvez a mais severa desde a emancipação e esse é um fato amplamente divulgado, tanto por este blog como pelos peruibenses da nossa diáspora. Como dizer que o desemprego afeta principalmente a um certo grupo de migrantes? No PAT dePeruíbe, não faltam jovens nascidos nesta terra, eles predominam na busca por vagas. Os tempos dos nordestinos andarilhos aventureiros acabaram, pois eles já sabem que este lugar não dá mais futuro. O que podem conseguir em uma cidade sem rumo, onde até a maioria dos estudantes universitários só conseguirão bons empregos se saírem daqui? 


Pois é, até para os que buscam uma formação de nível superior está difícil. Todo ano Peruíbe exporta gente mais instruída que não pode aproveitar, empobrecendo o seu capital humano e com uma população que depende exageradamente do poder público crescendo. O pouco interesse que atualmente este município desperta em Sergipanos, Alagoanos, Pernanbucanos, Baianos, Cearenses e outros, é um sintoma do atraso em que Peruíbe se encontra.
   

domingo, 7 de agosto de 2011

A CIDADE DE SÃO PAULO TERÁ O "DIA DO ORGULHO HETEROSSEXUAL"


Câmara de vereadores de São Paulo aprova o Dia do Orgulho Heterossexual para confrontar Parada do Orgulho Gay

Thaddeus Baklinski


SÃO PAULO, Brasil, 4 de agosto de 2011 (Notícias Pró-Família) — A maior cidade da América do Sul, a qual é anfitriã, conforme se noticia, da maior parada de “orgulho gay” do mundo, está decidida a ter uma data oficial de “Dia do Orgulho Heterossexual” a cada terceiro domingo de dezembro. A Câmara de Vereadores aprovou a lei e aguarda a assinatura do prefeito.


A lei é de autoria do vereador evangélico Carlos Apolinário, membro do DEM, que disse que sua intenção não é discriminar os homossexuais, mas em vez disso fazer oposição aos “excessos e privilégios” da comunidade homossexual, e “conscientizar e incentivar o público a proteger os valores morais e os bons costumes” do Município de São Paulo.


O Dia do Orgulho Heterossexual “não é antigay, mas um protesto contra os privilégios que a comunidade gay goza”, Apolinário disse aos meios de comunicação.


São Paulo, uma cidade de 20 milhões de habitantes, abriga o que descrevem como a maior parada de “orgulho gay” do mundo, com mais de 3 milhões de homossexuais comparecendo ao evento na Avenida Paulista em 2011, de acordo com as autoridades de turismo do Brasil.


Apolinário apontou para o fato de que a Avenida Paulista, uma das principais avenidas da cidade, é usada pelos homossexuais para sua parada, mas a “Marcha para Jesus”, organizada por um grande ministério evangélico do Brasil e atraindo um número igual de participantes, não tem permissão de realizar seu evento na mesma avenida.


“Respeito os gays e sou contra qualquer tipo de agressão feita contra eles”, disse Apolinário. “Não tenho problema de coexistir com gays enquanto a conduta deles for normal”.


Diferente da Marcha para Jesus, geralmente realizada três dias antes do anual evento homossexual, a Parada Gay é frequentemente estragada por violência entre participantes, de acordo com os meios de comunicação homossexuais do Brasil.
Os participantes homossexuais do evento rotineiramente relatam numerosos assaltos e roubos, na maior parte câmeras, celulares e carteiras. O uso de drogas é “explícito” de acordo com o jornal Folha de S. Paulo, particularmente o uso da droga afrodisíaca “ecstasy”.


O site G Online (a versão online da Revista G, uma publicação homossexual do Brasil), comentou que na parada de um ano anterior “a equipe G Online, que cobriu o evento durante o dia inteiro e por todo o trajeto da parada, investigou várias cenas desagradáveis ao longo da avenida. Empurrões, brigas, bebedeiras e roubos eram comuns durante a parada”.


Em contraste, os meios de comunicação do Brasil não registraram nenhum incidente criminoso durante a Marcha para Jesus.


Gilberto Kassab, prefeito de São Paulo, deve sancionar a lei antes de se tornar oficial. Kassab disse aos meios de comunicação que ele estudará o projeto de lei, mas não quis comentar se apoia a lei.

Fonte: http://juliosevero.blogspot.com/

Comentário: o fato é que, se um lado pode ter um certo "direito", o outro pode ter também. A própria militância gay fala assim para se justificar, e está mais do que na hora de se jogar isso na cara dessa turma.

Mas particularmente, eu acho que São Paulo já possui o seu "Dia do orgulho heterossexual". E quando é ? No dia da MARCHA PARA JESUS.

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

VALE DO RIBEIRA NA ENCRUZILHADA DA HISTÓRIA / AGOSTO DE 2011


Secretária de Agricultura fará visita ao Vale do Ribeira para avaliar estragos

De A Tribuna On-line

* Com informações de Suzana Fonseca

A secretária de Agricultura do Estado, Mônika Bergamaschi, fará uma visita ao Vale do Ribeira para conversar com os produtores da região.


A promessa foi feita no final da tarde desta quinta-feira pelo governador em exercício, Guilherme Afif Domingos, que visitou as cidades atingidas pelas fortes chuvas e cheia do rio que deixaram cerca de 10 mil pessoas desabrigadas ou desalojadas.


Os principais estragos foram sentidos nos municípios de Ribeira, Iporanga, Eldorado e Sete Barras.


O vice-governador, que representou Geraldo Alckmin na visita a Eldorado, havia se reunido com os prefeitos das cidades atingidas pelas enchentes causadas pelo Rio Ribeira de Iguape esta semana.


“Teve um impacto grande na bananicultura”, lamentou Domingos. “Eu já determinei que a nossa secretária da Agricultura viesse para cá imediatamente. Ela deverá estar aqui segunda ou terça-feira, até para dar tempo deles fazerem o levantamento, para cuidar especificamente dos agricultores”.


A ajuda do Governo do Estado aos agricultores, conforme o governador em exercício, dependerá desse levantamento. E deverá chegar em forma de financiamentos ou linhas de financiamentos de bancos públicos oficiais.


“Para poder dar o tempo da recuperação (dos agricultores). Eles me estimaram em um ano, um ano e meio, para poder se recuperar e voltar à normalidade da produção”, explicou Afif.


“Os problemas das prefeituras são manutenção de estradas e recuperação de pontes”, ressaltou o governador em exercício. Por enquanto, não existe uma estimativa de quanto será destinado para os municípios, através das prefeituras.


“Eu pedi que fizessem em conjunto (um levantamento), para termos uma ideia de quanto o Governo do Estado deverá liberar para esse mutirão de recuperação”, contou Afif. “Mas a liberação de recursos depende de um procedimento legal e que nós não podemos atropelar sob pena de improbidade administrativa”.


Calamidade pública


Nesta quinta-feira, a região conta com quatro municípios em calamidade pública após as fortes chuvas. O alto nível do Rio Ribeira de Iguape afetou principalmente os municípios de Ribeira, Iporanga, Eldorado e Sete Barras. Mais de 10 mil pessoas estão desalojadas ou desabrigadas na região.


Apesar da previsão do tempo não indicar chuva para os próximos dias, na sexta-feira, a cidade de Iguape deverá ser atingida. Isso ocorre porque a água está baixando nas cidades próximas ao Paraná, mas subindo nos municípios mais próximos do mar, em função do aumento da vazão.


Segundo a Defesa Civil Regional, esta é a segunda pior enchente registrada na região - a maior foi em 1997. Na maior parte das 23 cidades do Vale do Ribeira, os serviços básicos - água, energia elétrica e telefones - ficaram interrompidos em algum momento. Ao passo que a situação caminha para a normalidade, o problema maior ficam com as zonas rurais e as comunidades isoladas.


A Defesa Civil trabalha para chegar até esses locais com barcos. Bairros onde o abastecimento de água se dá por meio de poços artesianos trazem preocupação dobrada, pois a água se torna completamente inviável de ser utilizada.


Solidariedade


Pontos de coleta nas cidades de Santos e Registro já estão recebendo donativos para as vítimas da enchente no Vale do Ribeira. Confira o endereço dos postos de coleta:


Em Santos:


Posto de arrecadação 1:
Avenida Bernardino de Campos, nº 22 - Vila Belmiro


Posto de arrecadação 2:
Avenida Álvaro Guimarães, nº 396 - Jardim Rádio Clube


Em Registro:


14° Batalhão da PM:
Avenida Pres Castelo Branco, 2.179 - Vila Ponce - Fone: (13) 3821-6488


Art Sound:
Rua Gersoni Napoli, 33, Centro - Fone: (13) 3821-4547


Defesa Civil de Registro: Fone: 199


Fundo Social de Solidariedade de Registro
Avenida H. Matsusawa, nº 78 - Fone (13) 38217889


Batalhão da Policia Militar
As doações podem ser feitas em qualquer companhia do 29° batalhão, que abrange as cidades de Mongaguá, Peruíbe, Itariri e Pedro de Toledo.


Em Itanhaém, o batalhão está localizado à Avenida Gentil Peres, 260, no Trevo da Cesp, no Jardim Umuarama.


Mais informações podem se obtidas pelo telefone 3427-1414, ramal 203.


Confira o endereço das demais companhias
Mongaguá: Rua Antônio Martins Araújo, 180, Centro.


Peruíbe: Avenida Rio de Janeiro, 330, Stella Maris.


Itariri: Rua Engenheiro José Clarete Toledo Goulart, 90, Centro.


Pedro de Toledo: Rua Chozen Myiashiro, s/n°, Centro. 

Fonte: http://www.atribuna.com.br/


Comentário: essa enchente ja é avaliada como a segunda maior da história do Vale do Ribeira. Historicamente, as enchentes têm contribuído e muito para a pobreza regional, afetando seriamente a agricultura e afastando investimentos.


Como Registro conseguirá atrair mais fábricas, se investidores se sentirem inseguros, com a possibilidade de novas enchentes como essa? Isso não ajuda no desenvolvimento de parques industriais na região e um novo ciclo recessivo terá início, com moradores que se sentirão muito motivados em migrar. Já vi muito disso aqui em Peruíbe: depois que as águas baixam e o coitado vê a própria casa enlameada, a crença de que pode prosseguir em sua busca por melhores condições de vida na mesma cidade fica seriamente abalada, o que pode levá-lo a alimentar o inevitável surto migratório. Basta uma nova enchente como a de 1979, para que de Peruíbe ocorra o êxodo de milhares.


No caso do Vale do Ribeira ( e de Peruíbe também ), é preciso se falar em OBRAS ANTI-ENCHENTE, para pelo menos minimizar os efeitos das outras que virão. Sem isso, não dá para planejar o desenvolvimento da região.