segunda-feira, 18 de julho de 2011

O PERUIBENSE QUE AQUI POSTA NÃO QUER SE TORNAR UMA LENDA


Este blogueiro considera que a Peruíbe atual é como uma grande rodoviária, cheia de pessoas estranhas e hostis entre si, que só estão esperando por um transporte que as leve para algum lugar melhor. Essa é uma tendência histórica que eu faço questão de reforçar. Neste período de trevas, só restou para muitos munícipes saírem em busca por "iluminação" em outras terras. Em 2012 virá a mudança? Peruíbe será reorganizada por alguma força política "salvadora"? Amigo internauta, se acomode bem, pois vou contar uma historinha.


No filme EU SOU A LENDA, o ator Will Smith interpreta o cientista e militar Robert Neville, que foi a única pessoa a não ser contaminada por um vírus, criado por uma cientista que buscava uma cura para o câncer, vírus que contaminou toda a cidade de Nova Iorque. Ele já era o responsável por encontrar uma cura para esse vírus, por isso tinha em sua casa um laboratório no qual fazia testes a partir do próprio sangue. Algumas pessoas infectadas que não morreram imediatamente passaram a viver como vampiros, apresentando sintomas parecidos aos da raiva e um comportamento selvagem e ameaçador. O personagem viveu por três anos nessas condições, em uma metrópole cheia de bestas que um dia foram humanas e literalmente sozinho, se dedicando a uma luta solitária para encontrar a cura da doença.
Aí, um certo dia ( no ano de 2012, pois é ), apareceu a brasileira Anna (!?), que acompanhada de um menino, estava em busca de uma colonia de sobreviventes, que segundo ela ficava em Vermont, um estado dos EUA que está mais ao norte. Ela era orientada por sonhos, que além de indicarem a existência de outros que não foram infectados, apontavam Robert como uma espécie de salvador da humanidade.

Mas o cara estava terrivelmente pessimista. E ele deu uma dura na moça. Chegou a dizer para ela assim: " TODAS AS PESSOAS QUE EU OU VOCÊ CONHECEMOS NA VIDA MORRERAM !!! " . Totalmente sem esperança. E não é que a moça estava certa? Ele tinha descoberto a cura, que Anna tratou de levar até Vermont. Mas o herói morreu lutando para que ela e o garoto pudessem escapar de um ataque dos infectados.

A ação se iniciou em 2009 ( quando criei este blog ) e se encerra em 2012, quando a cura - salvação para o que sobrou da humanidade - foi encontrada. Legal, né? Um final feliz - apesar da morte do Robert - e uma nova era poderia então começar.

Pois aqui em Peruíbe NÃO VAI SER ASSIM. Este blog NÃO TEM E NUNCA TERÁ A SOLUÇÃO PARA O DRAMA DESTA CIDADE. Várias pessoas QUE EU E VOCÊ CONHECEMOS AQUI EM PERUÍBE, PUXARAM O CARRO, ZARPARAM, DERAM NO PÉ !! Elas sabiam que isso não tinha salvação, pararam de se iludir com as promessas de sempre e trataram de se salvar. E doido aqui foi besta em ficar, dividindo território com os vampiros.


O blogueiro aqui não tem vocação para herói solitário, e duvido que uma Anna aparecerá, dizendo que eu tenho a solução que tirará Peruíbe das trevas, lá no mágico ano de 2012. Mas, caso ela apareça e seja bonita, eu tratarei de convencê-la de que o melhor será darmos o fora, para sairmos em busca da nossa Vermont, Ziuatanejo, Shangrilá ou sejá lá que nome possamos dar para um local que seja melhor do que isto aqui. 


De fato, um sujeito que posta o que acabo de escrever neste blog ordinário não quer se tornar uma lenda, e está se lixando para fama e popularidade. Escrevo para uma minoria, jamais para uma maioria que ainda acredita na "salvação" de Peruíbe, a qual DEMORARÁ ANOS PARA ACONTECER, por mais que alguns otimistas digam que seja para breve.







Eu, morrer no final? Sou o anti-herói, meu!


MARCADORES: PERUÍBE, PERUIBENSE, PERUIBANO, ELEIÇÕES MUNICIPAIS DE 2012


Nenhum comentário: