segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

PERUÍBE JÁ TEM A PRIMEIRA ENCHENTE DE 2011


No momento, não tenho muito o que dizer: canais que transbordaram, casas e ruas alagadas, a entrada da cidade fechada, com os veículos tendo de entrar por outro caminho, desabrigados, o caos domina esta noite. A ameaça era conhecida e se concretizou. Agora é aguardar o amanhecer e ver o tamanho dos prejuízos.

Mas não se preocupem não, foliões: o seu sagrado carnaval será realizado. Nesta terra ele ocorrerá, nem que seja debaixo de água.



domingo, 27 de fevereiro de 2011

Descontão no Extra de Peruibe











Buemba, Buemba, veja que maravilha de descomto no Extra de Peruibe, uma beleza, que generosidade, parece piada mas não é....!!!

sábado, 26 de fevereiro de 2011

MUDAR PERUÍBE OU MUDAR DE PERUÍBE? PARTE DOIS






" Bom, eu morei em Peruibe por pouco tempo, minha mãe ainda mora na Cidade, em um bairro mais afastado do centro (Bairro dos Prados), como eu não achava emprego em Peruibe, migrei novamente para São Paulo, onde estou até hoje. Minha mãe devido não ter muito estudo (tem o Ensino Médio completo) e não ter muita experiência em várias empresas (Ela sempre trabalhou com confecções - costura e como balconista em alguns Buffet e Rotisserias) não consegue emprego na Cidade, até existem algumas confecções, que exploram o funcionário e pagam salários baixíssimos, cerca de R$ 520,00 e Só! Ou seja não dão vale Transporte, não dão vale-alimentação e etc. Os donos dessas confecções dizem: vem trabalhar de bicicleta, para que andar de onibus (tá, minha mãe não sabe andar de bicicleta), alem da cidade ser um OVO, muito pequena o Onibus é o mesmo valor que de São Paulo (R$ 3,00). Calcula quanto dá isso por mês e veja quanto sobra do Salário. "



Fonte: http://adoravelcritica.blogspot.com/

Comentário: o dono do blog acima, o senhor crítico, postou um texto meu, e agora retribuo a gentileza com uma postagem dele. Ele apenas errou quanto ao valor da tarifa do onibus, a qual AINDA ESTÁ EM R $ 2,25. Mas o texto é bom.

ABAIXO-ASSINADO PELA INSTALAÇÃO DO AME EM PERUÍBE


Já faz um bom tempo que o edifício para a instalação do AME está pronto, e até agora nada. O jeito é recorrer a uma hierarquia superior, ou seja, AO GOVERNO DE SP.


Segue abaixo o link de um abaixo-assinado para o governador Geraldo Alckmim, e depois aguardamos para ver no que dá. O que não podemos é permanecer nessa passividade espantosa, que só nos prejudica.



E agradeço ao blog ALTAS ONDAS por essa vital iniciativa.

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

MUDAR PERUÍBE OU MUDAR DE PERUÍBE?





A falta de emprego em Peruíbe continua profunda no período do ano sem temporada - período de "apenas" uns nove meses - e o nosso povo acomodado se recusa a acordar para o fato de que o seu silêncio demonstra conformismo com o nosso mais grave problema social. O grosso dos peruibenses com menos de trinta anos estão achando o caminho de resistência na pura e simples migração. O baixo crescimento demográfico indicado pelo IBGE e questionado pela prefeitura demonstra a escolha de tantos por irem embora . À medida que o desenvolvimento municipal no longo prazo tem sido prejudicado por radicalismos ecológicos, continuidade de uma estratégia turística esgotada e covardia do eleitorado, os jovens preferem migrar do que a sofrer, numa economia com pouquíssimos postos de trabalho decentes.


O texto abaixo é de um caderno especial publicado pelo jornal A TRIBUNA no dia 18 de fevereiro, em homenagem ao aniversário de Peruíbe:


PRESENTE: COMÉRCIO E SERVIÇOS GERAM EMPREGOS

DA REDAÇÃO


Peruíbe comemora 52 anos, hoje, com uma população de 59.793 pessoas, segundo o Censo 2010 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A proporção de homens e mulheres na Cidade é equilibrada, mas elas são maioria: 48,76% e 51,24%, respectivamente.

Com uma população relativamente pequena, os setores que mais empregam na Cidade são o de comércio e serviços.

Em 2010, de acordo com dados do Cadastro Geral de Emprego e Desemprego ( CAGED), do Ministério do Trabalho e Emprego, foram admitidas com carteira registrada 426 pessoas na Cidade.

O cargo que mais gerou emprego foi o de cozinheiro geral, com 169 admissões e 92 demissões, resultando em um saldo positivo de 77 pessoas empregadas, recebendo um salário médio de R$ 556,12. Os restaurantes ainda contrataram oito gerentes, com um salário médio de R$ 990,73.

O setor de construção civil também foi responsável por aumentar o número de pessoas empregadas. No ano passado, 204 serventes de obras foram contratados e 167, dispensados, restando um saldo positivo de 37 trabalhadores (salário médio de R$ 753,47).

O comércio também contribuiu e colocou no mercado de trabalho 557 vendedores de comércio varejista. Desse total, 490 foram demitidos e restaram 67, cujo salário médio é de R$ 701,73.

Também foram contratados 184 operadores de caixa e demitidos 125, o que gerou um saldo positivo de 59 pessoas a mais trabalhando nessa função na Cidade, com um salário médio de 762,74.

O saldo de contratações em 2010 também foi positivo para os cargos de Auxiliar de escritório (29 admissões), açougueiro (25), faxineiro (23), motorista de caminhão (23) e assistente administrativo (23).


Fonte: http://www.atribuna.com.br/


Os dados acima demonstram de forma crua as nossas desigualdades. Ninguém entra na classe média ganhando R$ 556,12 ou mesmo R$ 701,73. Falou-se tanto na redução da miséria no Brasil da Era Lula, mas não se vê isso aqui. O velho argumento dos nossos migrantes, de que "em São Paulo se ganha mais", continua a ser um fato indiscutível. E Peruíbe precisa de bem mais do que 426 novos empregos com carteira registrada em um ano, para que as pessoas percebam uma redução real do desemprego local.


Mudar Peruíbe ou mudar de Peruíbe? Pois eu digo aqui, sem utopias, que a segunda opção é a mais fácil e até recomendável na atualidade. Para mudanças profundas nesta sociedade, é preciso que a massa peruibense saia do seu comodismo, mas já que isso não ocorre, resta ao indivíduo isolado decidir se vai continuar a insistir nisto aqui. Não vejo nenhuma covardia nessa escolha, muito pelo contrário.


terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

O CARNAVAL E A MICARETA DE PERUÍBE/2011 ESTÃO CHEGANDO, PARA EMPORCALHAR ESTA CIDADE






Eu simplesmente ODEIO O CARNAVAL de Peruíbe ( como o de qualquer outro lugar ). Vejo como algo de extrema degradação social, visível para quem quizer ver. Quem disser que não é assim pois que vá se internar.


Olho o carnaval como uma forma infeliz de se encerrar a temporada, festividade depravada e deprimente. Gente bêbada caindo pelo chão, nossa cidade ficando com os muros e calçadas sujos de urina e outras porcarias dos foliões, sem falar da música ruim, brigas e assaltos, tal como já se viu na virada do ano.




Mas nesta terra, o que interessa são os LUCROS, mesmo os que sejam de uma reduzida minoria. Com um monte de gente correndo pras ruas para se encher de álcool, as vendas de cerveja, cachaça, uísque e batidas serão imensas, pois é isso o que importa; hotéis e pousadas ficaram lotadas pois é isso que importa; supermercados ficarão novamente e insuportavelmente lotados pois é isso o que importa. A bagunça, barulho insuportável e a inevitável e sempre recorrente violência serão toleradas, pois é isso o que importa por causa do "turismo". 



Quem quizer entrar aqui e dizer que o Carnaval é bom para Peruíbe pois que fique à vontade. Mas para muitos, essa época ja é um período de desespero, pois sabem que estão sob o risco de irem para a "tesoura". Uma estratégia turística, que favoreça empregos DE VERDADE, daqueles em que o trabalhador tenha sua carteira assinada é do que esta cidade precisa. Os tais blocos carnavalescos são apenas patéticos espetáculos hedonistas, que não contribuem em nada para nossa prosperidade, pelo contrário.


Nem todos os veranistas concordam com o que novamente se repetirá, felizmente por poucos dias, afugentando o nosso já reduzido sossego. Pode se ganhar de um lado, mas se perde do outro, pois o poder público e até empresários, ao acharem bom incentivar espetáculos bizarros para atrair visitantes, ignoram outros rumos que poderiam ser escolhidos. Peruíbe continua sem uma Marina, sem incentivo a prática de esportes náuticos e prossegue com um ecoturismo e turismo rural incipientes. Carnaval? Qualquer lugarejo pode incentivar essa bobagem, que por mais que seja incentivado em metrópoles como o Rio de janeiro e Salvador, não diminui os dramas sociais dessas cidades.







Video para encerrar o assunto com chave de ouro. De Micareta em Peruíbe prefiro distância.

NA NOVA PRAÇA DA MATRIZ ESQUECERAM DO CHAPÉU-DE-SOL



Nas duas primeiras fotos, vemos a famosa PRAÇA DA IGREJA MATRIZ já reformada, conforme fora prometido. Pois é, está bem diferente, com amplos espaços, chafarizes ( que não aparecem nas fotos ) e uma considerável falta de....sombra. Pois é, sombra, tão necessária em uma praça onde as pessoas desejam se sentar DURANTE O DIA.



Vejo que se esqueceram de uma árvore que caracteriza Peruíbe: o Chapéu-de-sol. A presença de exemplares dele nas calçadas é um alívio para quem tem de encarar os raios de sol durante os verões. Na principal praça da cidade faz muita falta esse tipo de verde. Aliás, falta o verde.







Creio que a praça teria um ambiente mais bonito e MENOS QUENTE, com a agradável sombra dos Chapéus-de-sol. Olha, é uma melhoria que pode ser feita no futuro. Basta olhar o resultado final e o que será a principal reclamação do público: FALTA DE PROTEÇÃO CONTRA O SOL.









domingo, 20 de fevereiro de 2011

O AEROPORTO DE ITANHAÉM PODERÁ TER VOOS DURANTE 24 HORAS





Domingo, 20 de fevereiro de 2011 - 20h58

Anac

Voos no aeroporto de Itanhaém são liberados para funcionar 24 horas
Tadeu Ferreira Jr.




A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) homologou e vai incluir no livro de rotas da aviação civil a ampliação da pista e autorização para funcionamento 24 horas do Aeroporto Estadual Dr. Antonio Ribeiro Nogueira Júnior, em Itanhaém. A pista já havia sido aumentada (de 800 para 1.350 metros) e recebido iluminação para balizamento noturno, mas o reconhecimento só foi feito pela Anac agora.

Paralelo a isso, a Petrobras acertou o aluguel de área contígua ao aeródromo e já prepara licitação para construir terminal de passageiros com capacidade para receber até 500 pessoas.

As notícias foram confirmadas ao prefeito João Carlos Forssell (PSDB) durante conversa na Superintendência do Departamento Aeroviário do Estado de São Paulo (Daesp), que administra o aeroporto de Itanhaém, o único da Baixada Santista, na última semana.

Até pouco tempo olhado como um elefante branco, o aeroporto de Itanhaém, com essas medidas, consolida suas operações aeroportuárias, nas palavras do próprio Forssell. “A ampliação (da pista) permite a operação de voos comerciais”, destacou o prefeito.



Comentário: um aeroporto do porte do de Itanhaém poderá receber até voos internacionais. Claro que isso terá um baita impacto no turismo de Itanhaém, Mongaguá, Peruíbe e até de cidades valeribeirenses próximas. Cabe agora aos governos municipais e prováveis investidores saberem sem demora aproveitar a oportunidade.

UM EQUÍVOCO NO TURISMO EM PERUÍBE: TRADIÇÕES NÃO SÃO DEVIDAMENTE VALORIZADAS



"Ah sim,


Lembrei de Lisboa. Centenas de museus, palácios, jardins, oceanário, cafés e pontos turísticos.


Mas o ponto alto para qualquer turista é ir a um parque despretenciosamente e ser surpreendido com uma feirinha de livros ali, em outro ponto uma feirinha de artesanato e doces típicos, mais para lá antiguidades e coleções.


Cultura e tradições. A memória viva de um povo centenário ali, na sua frente.

Concordo quando você diz que Peruíbe precisa criar identidade. Resgatar sua memória. Valorizar as poucas tradições. Não pode ser um mero ajuntamento de pessoas de diversas origens que passam por aqui, que vem e que logo se vão, sem nenhum laço, nada que as una com a cidade. Chegamos ao ponto de inventar um prato típico, de dar uma festa alemã, de esconder a festa caiçara, de fazer festa do morango enquanto produzimos bananas, de dar festa das flores e ignorar nossa festa do peixe."


Esse é um comentário do Marcelo, no tópico em que eu falei da primeira feira de artesanato de Peruíbe, que será realizada nos dias 18 e 19 de março. De fato a estratégia turistica aqui vai contra a cultura local, o que demonstra ser um baita equívoco. Vejamos os fatos:


FESTA ALEMÃ em uma cidade em que até a população de origem japonesa supera a germânica?

FESTA DO MORANGO em um município onde eles não costumam ser cultivados, ao contrário da banana?

FESTA DAS FLORES, deixando em segundo plano a festa do peixe?

FESTIVAL CAIÇARA tratado como algo menor para a cidade, apesar da sua importância cultural e até pelo seu sucesso de público, que só não foi maior devido a falta de divulgação?

PRATO TÍPICO apenas para turista comer, mas não para os "nativos"?

sábado, 19 de fevereiro de 2011

VEM AÍ A PRIMEIRA FEIRA ARTESANAL DE PERUÍBE


Finalmente um evento que me dá gosto divulgar. Por favor, no próximo mês de março visitem a Praça Flórida, e vejam o trabalho desse pessoal. Espero que em 2011 me ofereça outras boas surpresas.


sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

PERUÍBE 52 ANOS. É AQUI QUE SE VIVE?








" Peruíbe pra você ". Pergunto: Peruíbe pra quem? Será que é para algum de nós mesmo? Será que é para aquele coitado com emprego temporário, que não sabe o que fará para sobreviver depois do Carnaval?

As festividades deste dia 18 de fevereiro estão atraindo a atenção de muitos moradores e parecem estar sendo um sucesso. Isso só demonstra o quanto o peruibense é um legítimo POVO-CARNEIRINHO !!! A população daqui está adora ser o centro das atenções em atividades puramente lúdicas, o que parece ser uma maravilha. A imagem que o peruibense típico tem é a de ser um tipo infantil, iludido, que só pensa em farra e que aceita facilmente os problemas que não consegue resolver.


A política do PÃO E CIRCO funciona muito bem em Peruíbe, mantendo o povo desinteressado em se manifestar, demonstrando o que pensa.


Texto recomendado: http://peruibenastrevas.blogspot.com/2010/02/blog-post.html

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

TEMPESTADE EM PERUÍBE, DIA 16 DE FEVEREIRO DE 2011




O local filmado é um trecho do Boulevard, onde a AV Padre Anchieta e São João se encontram. O vídeo mostra uma tempestade, que provocou alagamentos em diversos pontos da cidade.

O canal próximo da prefeitura transbordou e bocas-de-lobo entupidas contribuiram para que ruas do centro NOVAMENTE ficassem intransitáveis.

SUGIRO A CONTRATAÇÃO DO TRENZINHO CARRETA FURACÃO PARA O FESTIVAL DE INVERNO/2011 EM PERUÍBE



Os doidos acima fazem um espetáculo que, de tão trech, tosco, absurdo e genial ( pois é !!! ) mereciam ser contratados para dar uma animada aqui em Peruíbe. Podiam fazer uma turnê durante o próximo inverno. Garanto que seria um dinheiro bem gasto pela nossa prefeitura.

TRENZINHO CARRETA FURACÃO NO FESTIVAL DE INVERNO/2011 EM PERUÍBE. Seria algo histórico !!! Quem sabe aí muitos peruibenses acordariam e se dariam conta do FUNDO DO POÇO em que chegou esta cidade. É a minha esperança:









Para quem se interessar, essa turma doida é de Ribeirão Preto.






Ia CHOVER DE TURISTA EM PERUÍBE, SÓ PARA VER ISSO. Sucesso garantido !!!


terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

O TIPO DE TURISTA QUE PERUÍBE PRECISA EVITAR









Apesar do vídeos tratarem de farofeiros suburbanosindo para as praias cariocas, muitas das imagens reproduzem o que costuma se ver nas praias peruibenses durante a temporada.

Uma questão que Peruíbe precisa discutir é a vinda desordenada de suburbanos da capital paulista e da Grande São Paulo para cá durante a temporada e as suas consequências, que tendem a ser mais negativas do que positivas. Indivíduos digamos assim baderneiros, que aparecem nos videos, não faltam nos verões daqui. O que esta cidade ganha compensa isso?

E se alguém achar que posso estar sendo preconceituoso, azar. Tenho o direito de dizer que Peruíbe precisa atrair o turista DE MAIOR RENDA, POIS É ASSIM QUE SERÃO GERADOS EMPREGOS DURADOUROS. É nisso que se tem de pensar.

Um dos propósitos deste blog é o debate sobre meios que permitam melhorar a vida dos pobres DAQUI. Se isso tiver que levar este município a DESPRESTIGIAR OS TURISTAS/DURISTAS POBRES, que assim seja, pois valerá a apena.

sábado, 12 de fevereiro de 2011

E SE O PROBLEMA NA VERDADE FOR O ELEITOR DE PERUÍBE?


A imagem acima é de um trecho da Avenida Padre Leonardo Nunes durante um belo amanhecer, apenas mais um de tantos que já vi nesta cidade. Devido ao horário, faltam pessoas e até carros. Nenhum ELEITOR PERUIBENSE À VISTA. Pois é, eleitores de Peruíbe.... e se o grande problema não for quem nos governa, mas quem vota e que portanto, pode eleger políticos, digamos assim, pouco competentes?



E se o problema na verdade for o eleitor de Peruíbe? Aquele que sempre diz que a culpa é do político - no qual votou - eleitor que vive lavando as mãos achando que nunca tem culpa de nada? E então?


Milena possui uma grande reprovação, segundo nos diz uma pesquisa aceita pela própria prefeita. E a oposição está adorando esses 64,4% de rejeição. Olha aí, dois entre três moradores de Peruíbe rejeitam a sua gestão. Não fosse por esse governo, o Peruíbe seria um "município próspero". Mas é a prefeita ou o povo que é o problema? Os peruibenses descontentes parecem querer renovação na prefeitura em 2012. Mas o que de fato eles querem, além de - aparentemente - uma outra pessoa nos governando?


64,4 % dos peruibenses se dizem descontentes com esse governo, mas o fato é que foram muitos deles que elegeram quem é a prefeita agora. Eu nunca encontro uma pessoa, SIMPLEMENTE UMA ÚNICA PESSOA que afirme que votou na filha do senhor Gilson, mas que não gosta do que ela está fazendo atualmente. Vejo o silêncio desse povo. Quem publicamente a critica, é porque não a apoiou em 2008.



A democracia em Peruíbe é estranha. Um grande grupo de peruibenses é unânime em não criticar o poder, pelo menos fora dos seus lares, mesmo estando descontente. E dizem que estamos em uma democracia. A INTERSUL quer novamente um aumento no preço da passagem. Peruibenses que dependem do circular não gostam disso, mas jamais se manifestam contra. Qual será o resultado final desse comportamento? Dessa apatia? Respondo: A INTERSUL TERÁ UMA TARIFA BEM MAIOR EM 2011. Por quê? Porque é a vontade do nosso povo ser acomodado, E JAMAIS SE MANIFESTAR CONTRA, por maior que seja o prejuízo para ele mesmo.


Agora temos um monte de gente zangada aqui, falando em botar alguém de destaque da oposição lá no paço municipal, para "salvar a cidade". Peruibense não larga mão de acreditar em discursos messiânicos, salvacionistas. Fulano fala nas tais "industrias não-poluentes" ( pouquíssimas funcionam por aqui, falta interesse externo ) e pronto: merece uma montanha de votos. O discurso é utópico, desmentido pelos fatos, mas continua a empolgar. Mas se o eleitor quer se enganar, o que se pode fazer, não é mesmo?


Alguns críticos da Administração Bargieri não se dão conta de que o resultado de uma mudança de governo pode não necessariamente resultar em uma coisa boa. Eles acham que basta um novo prefeito/prefeita que teremos uma nova Peruíbe. Que futuras eleições "melhorarão" o jeito de se fazer política nesta cidade. O problema só pode ser a prefeita, não o povo peruibense. Nunca o povo peruibense. Trata-se do conceito deles e não irão largá-lo. Nem dá para discutir.




Em diversos tópicos anteriores, tenho escrito sobre o comportamento de muitos peruibenses, de se dedicarem a uma constante busca de vantagens junto a nossa classe política. Se pudessem, ficavam "de bem" com todos os políticos locais. E é claro, precisam ficar quietinhos para não incomodá-los, mesmo quando se decepcionam com eles. Pois é. Pelo menos disseram o que pensam em uma pesquisa. Os que faziam as perguntas nem deviam ser daqui. 



Desse jeito, não importa quem vença em 2012.  Muito pouco mudará, já que o modelo econômico baseado em um turismo de divertimentos chulos será mantido. Não tem quem se interesse em mudar isso. E o nosso maior problema cultural não será concertado, ou pelo menos reduzido: peruibense pedindo favor pessoal de político. As próximas eleições municipais só poderiam ser mesmo boas se pelo menos uma parte dos eleitores pensassem primeiro no que é melhor para Peruíbe, deixando para depois os seus interesses particulares.




Para refletir: http://peruibenastrevas.blogspot.com/2011/02/peruibense-nao-enfrenta-nao-contesta.html

MARCIO CANUTO EM PERUÍBE: DEZEMBRO DE 2010




o segundo video tem uma imagem melhor:

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

DETERIORAÇÃO DO BOULEVARD DE PERUÍBE / FEVEREIRO DE 2011






Calçadão sujo, lixo acumulado, a exeção de lojistas que cuidam. Buracos no piso, globos de luz arrebentados, até as árvores andaram sumindo, deixando mais covas pela cidade. Mesas e bicicletários atrapalham o caminho, caixas de som no último volume, catadores com suas carrocinhas embelezando a paisagem e mendigos por todos os lados. Apresentações artísticas, que antes aconteciam em vários pontos, sumiram. O novo trecho do calçadão até a orla tem acúmulo de água no piso e as duas coberturas podem entrar no Guines como a maior obra abriga-mendigos do país. Uma quadra inteira ficou uma semana escura pelas lâmpadas queimadas. Talvez por tudo isso o público é visivelmente menor por ali até agora. Sem falar nos flanelinhas a extorquir as pessoas, e até insultá-las e assaltá-las, nas imediações da Rua José Inácio Alves com a Padre Anchieta.





Tanto o texto como as fotos acima são parte do documento OUVIDORIA DIGITAL, enviado para mim pelo internauta MARCELO PORTUGUÊS. São registros que ele fez nesta última temporada.

PERUÍBE PRECISA DE UM HELGI HÓSEASSON / FEVEREIRO DE 2011


O PRIMEIRO MANIFESTANTE DA ISLÂNDIA
28/09/09




Manifestações, que costumavam ser muito raras na Islândia, hoje em dia são comuns na praça em frente do parlamento em Reykjavík, e os islandeses se orgulham da sua "revolução das panelas" que derrubou o governo na em fevereiro passado depois de grandes manifestações. No entanto, um islandês em especial já protestava antes da grande maioria deixar suas fraldas pra trás para segurar uma placa contra o governo - Helgi Hóseasson, o primeiro manifestante da Islândia, morreu nesse mês, aos 89 anos de idade.

Helgi Hóseasson primeiro ficou famoso em 1962 quando tento se "des-batizar", mas descobriu que a Igreja Nacional, que é parte do governo, o Ministério da Justiça, se recusavam a atender tal reivindicação. Em 1972, ele jogou skýr (um produto lacticínio similar a iogurte) no bispo da Islândia, no presidente, e em vários membros do parlamento. Um documentário de 2003, chamado Mótmælandi Íslands ("O Manifestante da Islândia") sobre a vida dele foi bem recebido no país.

Ele era com frequência visto num cruzamento da capital, segurando placas com reivindicações, muitas vezes escritas de maneira poética, sobre o papel da igreja no estado, sobre o líderes políticos, e sobre a decisão do governo islandês de entrar na coalizão da guerra do Iraque.

Mais recentemente, Helgi se tornou um símbolo e inspiração para muita gente de convicção e determinação. Ele deve ter admirado o fato de que nesse último ano de sua vida, os islandeses em geral, depois de décadas de apatia, se tornaram um pouco como ele.

Um grupo está fazendo campanha para que um monumento seja construído em memória desse primeiro manifestante e já reuniu mais de 25.000 assinaturas, e espero que aconteça mesmo. Uma galeria de arte em Reykjavík comprou todos as placas logo antes da morte de Helgi, dizendo que são obras de arte e de valor histórico à nação.

Fonte: http://www.vidanaislandia.com/index.html



Comentário: na primeira foto se vê apenas um homem e uma pequena placa. Um senhor idoso que demonstrava não ter medo do ridículo ou do que podiam dizer dele e que não estava disposto a se vender. Fazia o que considerava certo e não se importava com a inércia dos demais.


Difícil aparecer um Helgi Hóseasson em Peruíbe, alguém que assuma publicamente que discorda, que não fique temendo incomodar o poder.


Alguém que, a exemplo do que se vê nas próximas fotos, motivou tanta gente a ir para a rua protestar e reinvindicar.













Agora até durante a noite o povo islandês vai reclamar.


terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

TEM PERUIBENSE QUE NÃO ENFRENTA, NÃO CONTESTA, PREFERE ESTENDER AS MÃOS PARA PEDIR MIGALHAS







Eu tenho a dizer que o povo de Peruíbe merece ver sua cidade literalmente à deriva. Os peruibenses não lutam por nada. O protesto dos funcionários públicos em 2010 (alguém ainda se lembra daquilo?) não foi o início para outras manifestações populares ( ou legitimamente populares), ninguém mais vai para as ruas. Os peruibenses assalariados sofrem com baixos salários e em sua maioria não possuem registros em carteira, pagam um IPTU que está longe de ser barato, sofrem com as enchentes e o constante risco delas e quando doentes precisam encarar o problemático SUS local. O desemprego - nossa maior mazela - voltará a ser alto logo após o carnaval. Eu nunca vi uma manifestação realmente séria nas nossas ruas. A INTERSUL - toda cheia de razão - quer um novo aumento da sua tarifa e esse povo que precisa de ônibus parece não dar a mínima.


Os peruibenses nunca enfrentam o verdadeiro poder instalado, sendo que muitos preferem estender as mãos a esse PODER para pedir por migalhas, migalhas que lhes custam muitas humilhações e até conflitos com outros munícipes, pois os que discordam de quem manda passam a ser taxados de inimigos. Em outras palavras, muitos peruibenses, desejosos em satisfazer os seus interesses dinheiristas, contribuem para que esta cidade seja um lugar em que se rebaixar aos poderosos, elogiá-los até próximo do infinito - para levar alguma vantagem - não é motivo de vergonha.



O melhor aqui é ser como um cachorro e implorar por ossos, correndo o risco de, como o sertanejo Fabiano do livro VIDA SECAS, "não ter todos os ossos que lhe são de direito". Arriscar se afastar da elite política municipal, buscar ganhar o pão de cada dia sem a menor dependência dessa turma e até se dar ao "luxo" de não saber de cor os nomes de todos os vereadores ou de gente com cargos graúdos no paço municipal, são questões fora de cogitação para o exército de SERVOS que habita Peruíbe, formado por quem prefere juntar as mãos em concha, se ajoelhar e pedir favores aos poderosos.

sábado, 5 de fevereiro de 2011

EM SÃO PAULO, USUÁRIOS DE ÔNIBUS PROTESTAM CONTRA A TARIFA DE R$ 3,00. EM PERUÍBE O POVO PROTESTA CONTRA A PROVÁVEL FUTURA TARIFA DE 2,90?


Em São Paulo, o descontentamento contra a tarifa de ônibus de R$ 3,00 é forte, fato que foi demonstrado em grandes manifestações. Muitos paulistanos não são dotados da passividade típica da grande maioria dos peruibenses. Eles encaram mesmo, não se intimidam, ou ficam praguejando em seus lares ou em rodinhas de fofoqueiros. Difícil ver isso por aqui !!!





Já em Peruíbe a INTERSUL quer um reajuste da tarifa para "apenas" R$ 2,90. Por aqui predomina o silêncio, pois são poucas as vozes que protestam. É como se esse aumento FOSSE UMA MIXARIA, algo de pouca ou nenhuma importância. Eita povo subserviente !!!


No vídeo abaixo vemos um paulistano descontente, o qual diz várias verdades que também se aplicam ao que ocorre em Peruíbe:




Palavras dele, que também podem ser usadas em uma crítica aos serviços da nossa querida INTERSUL:



" Por quê aumentou se não melhorou? Ué, se aumenta tem que melhorar !!!

sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

MOSQUITO DA DENGUE JÁ SE DESENVOLVE EM ÁGUA SUJA, DIZ PESQUISA / FEVEREIRO DE 2011





HÉLIA ARAÚJO
DE RIBEIRÃO PRETO


O mosquito Aedes aegypti, que transmite a dengue, está se desenvolvendo em ambientes sujos e até em água salgada. A conclusão é da pesquisadora Marylene de Brito Arduino, da Sucen (Superintendência de Controle de Endemias) de São Paulo.

Marylene diz, porém, que ter encontrado larvas do Aedes em água com sal não significa que o inseto possa se reproduzir no mar. Ela está testando, no entanto, qual o limite de salinidade que as larvas suportam.

"É importante ressaltar que o sal mata as larvas do Aedes e continuamos recomendando seu uso no combate aos criadouros."

Estudo realizado por ela em São Sebastião mostrou que larvas do mosquito foram encontradas em recipientes com água com resíduos de sal e até em outros com produtos como graxa, tinta, cal e óleo combustível.

Dos 1.325 pontos com larvas de Aedes analisados por Marylene na pesquisa, 323 estavam em água com algum tipo de salinidade --ou seja, resíduos de sal ou outros produtos químicos.

Segundo a pesquisadora, o resultado mostra que é preciso se preocupar com possíveis criadouros antes ignorados, como latas de tinta e pneus com resto de óleo.

"O mosquito está evoluindo. Todas as espécies tentam manter sua população. Se não encontram o ambiente que preferiam antes, acabam se adaptando ao que existe."

O virologista da Unifesp Celso Francisco Hernandes Granato, especialista em dengue, diz que não se surpreende com a possibilidade.

"O conceito que tenho é que ele [Aedes] prefere água limpa e parada. No entanto, trata-se de um mosquito de grande facilidade de adaptação, o que certamente possibilita que procure novos locais de reprodução."


quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

EM 2010 QUASE 4,5 MIL EMPREGOS FORAM CRIADOS...NA VIZINHA ITANHAÉM





Mais de 4 mil empregos foram criados em 2010 em Itanhaém


De A Tribuna On-line







Depois de ficar em 11º lugar, em dezembro, entre os municípios com mais de 10 mil habitantes no estado de São Paulo no quesito geração de empregos com carteira assinada, Itanhaém fechou 2010 com 4.474 empregos formais.

O número faz parte de levantamento do Cadastro Geral de Empregados e Desempregadas (Caged), do Ministério do Trabalho e Emprego.

O comércio foi o setor com maior crescimento, apresentando 2.033 postos de trabalho criados e saldo positivo de 433 no período. Na área da construção civil foram gerados 137 empregos com carteira assinada.


O prefeito de Itanhaém, João Carlos Forssell, citou como contribuição ao resultado, entre outros itens, a chegada de redes varejistas à cidade nos últimos anos. “Estudos e pesquisas mostram o crescimento e o potencial de consumo da população de Itanhaém”, defende Forssell.

No mês de dezembro, quando Itanhaém ficou entre as cidades paulistanas que tiveram maior saldo de empregos com carteira assinada, houve geração de 398 postos de trabalho e 264 desligamentos. O saldo positivo de 134 empregos garantiu a posição de destaque entre os 350 municípios analisados pelo órgão do Governo Federal.


FONTE: http://www.atribuna.com.br/
COMENTÁRIO: a foto é de uma praia em Itanhaém, onde o Sol com certeza deve brilhar mais para vários munícipes de lá. Peruíbe está ao lado e a notícia indica que, por uma simples questão geográfica, Peruba City abrigará uma crescente legião de trabalhadores que se sustentarão ganhando dinheiro nessa cidade próxima. É uma tendência histórica se firmando.

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

FUTURO NEGRO: COMO SERÁ A VIDA PARA MUITOS PERUIBENSES, SE ELES MESMOS NÃO MUDAREM AS SUAS MENTALIDADES

O simpático vídeo acima, conta um pouco da tragicômica vida de um cidadão da Coréia do Norte. Mas ele pode por analogia representar a vida de um daqueles peruibenses que ainda não entenderam - se é que um dia entenderão - o quanto a dependência que eles mesmos criam em relação a prefeitura tende a lhes ser mais prejudicial do que benéfica. Certos problemas locais só tendem a se agravar, o futuro próximo de uma certa turma - simbolizada pelo personagem Norte-coreano que - prestem atenção, peruibenses - FALHA EM SUA FIDELIDADE AO LÍDER, tende a ficar mais desconfortável do que já está.

Quem conheçe a nossa realidade compreenderá o que eu quero dizer com esse vídeo, podendo até se identificar com o "japa".

Postagens recomendadas:

http://peruibenastrevas.blogspot.com/2010/10/basta-querer-lutar-para-se-ter-uma_10.html

http://peruibenastrevas.blogspot.com/2010/02/comissionados-municipais-peruibenses.html

http://peruibenastrevas.blogspot.com/2010/09/comissionados-da-prefeitura-de-peruibe.html